A oficina em Braga de onde saem hóstias sem glúten

A oficina em Braga de onde saem hóstias sem glúten
Ana Taborda 03 de agosto de 2017

Visitámos o primeiro sítio do mundo a fabricá-las. Deste sítio saem 6 mil hóstias destas por mês

O barulho das máquinas e a produção em série desta pequena oficina, que trabalha entre as 7h30 e as 20h (a última hora e meia para tratar da limpeza), quase fazem esquecer que estamos no meio de um convento do século XVII, o espaço onde monsenhor Airosa fixou em definitivo a sede da instituição com o seu nome. O Instituto Monsenhor Airosa (IMA) presta desde 1879 apoio a mulheres em situação de carência económica, social e moral. No seu orçamento anual, de 1 milhão de euros, 20 por cento é garantido pela pequena oficina de hóstias, que distribui para todo o país - tem 30 a 40 por centro do mercado nacional. E só o Santuário de Fátima encomenda, todos os anos, mais de 4 milhões de hóstias.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais