Inspeção deteta 1600 contratos a termo e recibos verdes irregulares em 2018 

CM 30 de janeiro de 2019

Objetivo da ação inspetiva foi a regularização de "situações de uso indevido de contratos".

Por Lusa - Correio da Manhã

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e o Instituto da Segurança Social (ISS) detetaram em 2018 mais de 1.600 trabalhadores a termo e a recibos verdes em situação irregular, tendo sido já regularizada a maioria dos casos.

Numa ação conjunta da ACT e do ISS de âmbito nacional que abrangeu 1.454 empresas no ano passado, a maioria das quais microempresas, foram ainda apuradas contribuições em falta para a Segurança Social no valor de 104.844 euros, segundo um comunicado enviado à Lusa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login