Dezenas de portugueses perderam casas e bens em Moçambique devido ao ciclone Idai

CM 18 de março de 2019

Não há registo de cidadãos nacionais mortos, feridos ou em situação de perigo".

Por Lusa - Correio da Manhã

O ministro dos Negócios Estrangeiros disse esta segunda-feira, em Bruxelas, que "até agora não há registo de cidadãos portugueses mortos, feridos ou em situação de perigo" devido à passagem do ciclone Idai em Moçambique, mas "várias dezenas" perderam casas e bens".

"Felizmente, até agora não temos registo de cidadãos portugueses mortos, feridos ou em situação de perigo, mas ainda não conseguimos contactar todos (...) Infelizmente, temos já noticia de várias dezenas de compatriotas nossos que perderam as suas casas e os seus bens e que se encontram alojados por exemplo em unidades hoteleiras ou noutras casas de amigos ou vizinhos e estamos a fazer os levantamentos desses danos nos bens pessoais", disse Augusto Santos Silva.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login