Sexo com o namorado iliba pugilista norte-americana em caso de doping

Record 12 de junho de 2020

Virgina Fuchs tinha acusado positivo num teste realizado a 13 de fevereiro, mas sempre negou ter tomado qualquer substância proibida.

Desde fereveiro que Virgina Fuchs estava envolvida num caso de doping, tendo acusado um teste postivo, resultado que a afastou da competição. A pugilista olímpica norte-americana sempre negou ter tomado qualquer substância proibida e, após uma investigação, a USADA, agência anti-doping dos EUA, deu-lhe razão: afinal o motivo para ter acusado doping está no sexo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui