Johnny Depp escreveu com sangue nas paredes após discussão com ex-mulher

Johnny Depp escreveu com sangue nas paredes após discussão com ex-mulher
SÁBADO 09 de julho de 2020

Ator nega ter alguma vez sido violento com Amber Heard. Está a ser ouvido num tribunal de Londres, por ter acusado um tabloide britânico de difamação.

Johnny Depp escreveu na parede com o próprio sangue que saía do seu dedo cortado, durante uma discussão longa e violenta com a ex-mulher Amber Heard. O ator relatou a situação perante um tribunal de Londres, que está a decidir o caso em que Depp acusa um tabloide britânico, o The Sun, de difamação.

No tribunal, Depp disse que sofreu de "algum tipo de esgotamento nervoso" durante uma discussão com Heard, mas nega tê-la atacado e acusa-a de cortar-lhe o dedo ao atirar-lhe uma garrafa.

O relato recolhido pela Reuters surge no terceiro dia em que Depp testemunhou em tribunal. No artigo que o coloca contra o jornal The Sun, Depp foi descrito como um "agressor de esposas".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui