Tudo o que precisa de saber sobre a vacina da AstraZeneca
08 de abrilLucília Galha

Tudo o que precisa de saber sobre a vacina da AstraZeneca

Ficou provada a relação entre os coágulos e a toma da vacina, mas continua a ser segura. O que é preciso é estar atento a eventuais sintomas nas duas semanas seguintes à vacinação. Há duas ideias a reter: o risco de exposição ao vírus é muito maior e suspender a vacina agora poria em causa todo o processo de vacinação.

Direito à habitação continua a falhar em Portugal
07 de abrilRita Pereira Carvalho

Direito à habitação continua a falhar em Portugal

Amnistia Internacional recorda casos de despejo em Lisboa, no ano passado, para mostrar que o direito à habitação ainda não está garantido em Portugal. E entende que o apoio dado às pessoas em situação de sem-abrigo foi insuficiente e deixado às autoridades locais e a voluntários.

Espanha procura voluntários para semana de trabalho de quatro dias
05 de abrilJornal de Negócios

Espanha procura voluntários para semana de trabalho de quatro dias

Embora as iniciativas noutros lugares tenham sido em grande parte em pequena escala e iniciadas individualmente por empresas, o governo do primeiro-ministro Pedro Sánchez aceitou investir 50 milhões de euros num programa nacional de três anos.

Síndrome pós-covid. Quando o vírus não desaparece com um teste negativo
30 de marçoDiogo Camilo

Síndrome pós-covid. Quando o vírus não desaparece com um teste negativo

Meses depois da infeção e do diagnóstico, muitos continuam a experienciar sintomas. Tosse e febre desaparecem após alguns dias do teste positivo, mas infetados continuam a sofrer com dores respiratórias, cansaço e perda de olfato e paladar meses depois da "recuperação" - e risco de enfarte e coagulação do sangue nos pulmões aumenta.

Pfizer inicia estudos sobre tratamento oral contra a covid-19
24 de marçoDiogo Camilo

Pfizer inicia estudos sobre tratamento oral contra a covid-19

Tratamento à base de inibidores de protease, que previnem o vírus de se replicar no organismo, tem como objetivo ser prescrito a pacientes com o novo coronavírus após serem detetados os primeiros sinais de infeção. Próximo passo é desenvolver vacinas com a mesma tecnologia de mRNA contra outros vírus.

Quanto tempo após a toma da vacina é que fico imune?
23 de marçoDiogo Camilo

Quanto tempo após a toma da vacina é que fico imune?

Todas as vacinas autorizadas na União Europeia - e em Portugal - registaram eficácias altas, mas a imunidade à covid-19 pode não surgir logo após a primeira dose. Eficácias acima dos 90% após a primeira toma significam menos hipóteses de ser infetado após exposição ao vírus, não imunidade.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)