08.11.2018

Velhos hábitos nunca morrem

A queda para a corrupção tem sido uma constante nos presidentes da FIFA. Começou com João Havelange, ainda nos anos 70, passou para Blatter e continua com Infantino

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)