Nunca mais é Sábado?
06 de novembro de 2020

Nunca mais é Sábado?

Concertos solidários, exposições e espetáculos que desafiam os limites da linguagem: eis as propostas para este fim-de-semana

8
Como se sai à noite em tempo de pandemia?
22 de outubro de 2020Filipa Teixeira

Como se sai à noite em tempo de pandemia?

Os bares e espaços noturnos estão a tentar reerguer-se. A estratégia passa por fazer barulho: seja reinventando a programação, montando esplanadas ou saindo em protesto

8
Vá a uma rave e leve o seu bebé
12 de fevereiro de 2020Markus Almeida

Vá a uma rave e leve o seu bebé

Primeira Baby Rave Lisboa realiza-se a 21 de março, entre as 15h e 17h, no Village Underground, em Lisboa

28 de junho de 2019Raquel Lito

Dos bairros para o palco: cinco dias de performances

Vêm de zonas difíceis para uma espécie de residência artística, no Village Underground de Alcântara. O Acorde Maior termina esta sexta-feira, dia 28, com uma apresentação ao público ao final da tarde

Ainda existem amores épicos?
05 de novembro de 2018Máxima

Ainda existem amores épicos?

Na era das redes sociais, dos encontros imediatos e do desejo descartável, ainda existe encontro, romance, conquista? Conhecemos duas estórias de amor épico e conversámos sobre esse grande mistério com os especialistas.

AkaCorleone, das ruas para a galeria
17 de outubro de 2018Rita Bertrand

AkaCorleone, das ruas para a galeria

O traço, a linguagem e a profusão de cores - que conhecemos dos contentores do Village Underground, em Lisboa - são a marca do artista urbana, a solo na Underdogs

Máscaras e foliões, uni-vos
10 de fevereiro de 2018Carolina Rodrigues com Ângela Marques

Máscaras e foliões, uni-vos

A vida são dois dias, o Carnaval são três e as noites são para aproveitar, por isso o GPS fez uma selecção das melhores festas do País - sem esquecer as mais tradicionais, na rua.

Álvaro Campos com a alma a nu, a envelhecer em palco
25 de agosto de 2017Diogo Barreto

Álvaro Campos com a alma a nu, a envelhecer em palco

Nelson Cabral leva a cena Passagem das Horas, transformando em teatro o poema do heterónimo pessoano Álvaro de Campos. A peça percorreu os Açores durante dois anos e chega agora a Lisboa

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)