28 de dezembro de 2018Negócios

O ano de todos os perigos

Quando a geringonça chegou ao poder, proclamou alto e bom som que vinha acabar com a degradação da coisa pública.

Júlio Pomar (1926-2018), neo-realista, moderno, abstracto - e tudo
24 de maio de 2018Ágata Xavier

Júlio Pomar (1926-2018), neo-realista, moderno, abstracto - e tudo

Morreu o pintor e morreu também o escritor, o teórico, o gravador, o ceramista, o desenhador, o homem que escrevia fados para os amigos. Aquele que foi para muitos o maior artista português da sua geração, deixa tigres, banhos turcos e um almoço muito particular

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)