Haaland: o goleador que dorme abraçado às bolas dos hat-tricks
19 de abril de 2021Tiago Carrasco

Haaland: o goleador que dorme abraçado às bolas dos hat-tricks

Treinou com raparigas, tinha dores nos joelhos por crescer demasiado, comia 1 kg de fajitas de frango, usa lentes especiais para os videojogos e recusou ser suplente de CR7. Esta é a história de Erling Haaland, o avançado norueguês que não para de bater recordes e que pode ir para Real Madrid ou Barcelona por €150 milhões.

Sabe qual é o seu nome islandês?
16 de junho de 2018Alexandre R. Malhado

Sabe qual é o seu nome islandês?

Na Islândia não há apelidos, há o primeiro nome do pai que fica no apelido pessoa - depois basta acrescentar um "son". Já imaginou como seria o seu nome na Islândia? Agora há quem faça o trabalho por si

Juiz joga solitário durante depoimento de testemunha
04 de junho de 2012CM

Juiz joga solitário durante depoimento de testemunha

Um dos cinco juízes responsáveis pelo julgamento do autor confesso dos ataques de Julho de 2011 na Noruega, Anders Behring Breivik, foi esta segunda-feira apanhado pelas câmaras de televisão a jogar solitário no computador durante a audiência.

Juiz de Breivik apanhado a jogar solitário
04 de junho de 2012CM

Juiz de Breivik apanhado a jogar solitário

Um dos cinco juízes responsáveis pelo julgamento do autor confesso dos ataques de Julho de 2011 na Noruega, Anders Behring Breivik, foi esta segunda-feira apanhado pelas câmaras de televisão a jogar solitário no computador durante a audiência.

Breivik considera que ser internado é "pior que morrer"
04 de abril de 2012CM

Breivik considera que ser internado é "pior que morrer"

O assassino confesso Anders Behring Breivik, que será julgado a partir de 16 de Abril por ter morto 77 pessoas no Verão na Noruega, considera numa carta divulgada esta quarta-feira que ir para um estabelecimento psiquiátrico é "pior que morrer".

Breivik não quer ser considerado doente mental
04 de dezembro de 2011CM

Breivik não quer ser considerado doente mental

O autor do massacre da Noruega, que provocou 77 mortes, rejeita o diagnóstico psiquiátrico que, nesta semana, foi divulgado, dando conta de que o arguido sofria de esquizofrenia e paranóia.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana