O político que disse 'eu demito-me': Jorge Coelho (1954-2021)
07 de abrilMaria Henrique Espada

O político que disse "eu demito-me": Jorge Coelho (1954-2021)

Coelhone, bombeiro, todo-o-terreno, todo-poderoso, king-maker, o Jorge: acumulou alcunhas, poder, mas cultivou sempre a proximidade de homem do povo. Em todas as conversas dizia "o meu caro amigo". Fez de tudo: manobras de bastidores e discursos inflamados. Mas numa noite de março de 2001 demitiu-se e esse gesto definiu-lhe a carreira. Morreu esta quarta-feira.

Bibi ganha mas não escapa do tribunal
24 de marçoRicardo Santos

Bibi ganha mas não escapa do tribunal

Benjamin Netanyahu e o partido Likud venceram as Legislativas em Israel, mas sem maioria absoluta. Agora é tempo de preparar uma coligação à direita. Apesar da vitória e do elogiado processo de vacinação, o primeiro-ministro israelita vai a tribunal em abril. Em causa, acusações de corrupção, fraude e suborno. 

Tomada de posse: Alerta, alerta, então há por aí risco de pântano?
09 de marçoMaria Henrique Espada

Tomada de posse: Alerta, alerta, então há por aí risco de pântano?

Marcelo Rebelo de Sousa quer "estabilidade sem pântano". Não se vendam, portanto. Quem? O Presidente fez um “exame” ao governo (deu má nota, mas não chumbou o aluno) e apresentou-lhe trabalhos de casa novos. Mas quer, sobretudo “alternativa clara” - parece portanto que Rui Rio ainda não a deve ter construído. E diz que à segunda vai ser "mais difícil", mas "o mesmo". Claro, nem sempre foi - e não apenas neste ponto.

Os conselhos grátis para o segundo mandato de Marcelo
09 de marçoMaria Henrique Espada

Os conselhos grátis para o segundo mandato de Marcelo

Marcelo Rebelo de Sousa toma posse, esta terça-feira. E devia manter as escolas fechadas (“um ano não conta”, assegura-lhe a mãe de António Costa), dar Ferraris, instalar-se uns valentes meses no interior, estimular o microcrédito, mudar a capital para Santarém e arrendar o palácio para turismo. Pedimos à sociedade civil que desse ideias para levar e usar em Belém.

Rio e Moreira: toda a história de um casamento de conveniência que só podia acabar mal
03 de marçoMargarida Davim

Rio e Moreira: toda a história de um casamento de conveniência que só podia acabar mal

Partilham o primeiro nome, a formação na Escola Alemã, a área política e até alguns amigos. Mas o que Rui Rio e Rui Moreira têm em comum fica-se por aí. A história dos dois é feita de tensões e desencontros, com uma aproximação por interesse que acabou num afastamento ainda maior e uma tentativa de acordo que desembocou na rutura definitiva.

3
Líder do PSD Vila do Conde alvo de ameaças
28 de fevereiroMargarida Davim

Líder do PSD Vila do Conde alvo de ameaças

A sede da concelhia do PSD de Vila do Conde foi vandalizada pela segunda vez este ano. Pedro Soares, líder da estrutura diz que tem sido alvo de ameaças.

Onde nasce a corrupção?

As pequenas corruptelas evidenciam sempre uma única coisa: a esclerose do aparelho do Estado, ao serviço do empreguismo partidário e dos grupos que o dominam. Foi assim com os pequenos favores fiscais, e com a emissão de faturas falsas.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)