Como era ter diabetes há 100 anos
13 de maioLucília Galha

Como era ter diabetes há 100 anos

As injeções de insulina, descoberta há 100 anos, foram consideradas milagrosas. Mas não era simples: as seringas eram de vidro e tinham um tamanho quatro vezes maior que as de agora. Este ano assinalam-se ainda os 95 anos da fundação daquela que é a associação de diabéticos mais antiga do mundo.

O cérebro da paixão

Os seres humanos não são apenas as suas ideias, crenças e convicções. São também os cheiros que arrastam consigo, como histórias que se repetem e que detêm a chave do enigma que levam dentro. São a prova, superiormente filosófica (com perdão da filosofia), de que existe algo que comanda as suas vidas.

Maradona: as histórias mais incríveis de uma vida sem limites
26 de novembro de 2020Carlos Torres

Maradona: as histórias mais incríveis de uma vida sem limites

Maradona sempre viveu a mil à hora, por isso ninguém pode ter ficado muito surpreendido por ter morrido com apenas 60 anos. Da infância nas ruas de Buenos Aires até ser idolatrado em Nápoles, da queda na fossa à mão de Deus, da religião em sua homenagem às polémicas com as filhas, a sua vida dava um filme. Ou melhor, foram 20.

Maradona: 60 anos, 60 histórias (e muitas polémicas)
25 de novembro de 2020Carlos Torres

Maradona: 60 anos, 60 histórias (e muitas polémicas)

Diego Armando Maradona morreu esta quarta-feira, dia 25 de novembro, aos 60 anos. Levou a Argentina às costas até à vitória no Mundial 86, fez do Nápoles campeão italiano e coleccionou polémicas.

Explicador: O que se pode esperar dos testes rápidos?
27 de outubro de 2020Lucília Galha

Explicador: O que se pode esperar dos testes rápidos?

Não têm a mesma eficácia que os testes convencionais, mas são mais uma ferramenta para a mitigação do vírus. Vão ser usados em situações de surto, em escolas e lares, mas também em pessoas com sintomas.

Rússia ameaça cortar relações com UE por causa do caso Navalny
13 de outubro de 2020Lusa

Rússia ameaça cortar relações com UE por causa do caso Navalny

A posição de Moscovo surgiu um dia depois de os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE acordarem sobre a imposição de sanções a oficiais e organismos da Rússia, considerados responsáveis pelo envenenamento de Navalny com um agente nervoso do grupo Novichok.

Detetada substância do tipo Novitchok no organismo de Navalny
06 de outubro de 2020Lusa

Detetada substância do tipo Novitchok no organismo de Navalny

Organização para a Proibição de Armas Químicas declarou que as amostras de sangue e urina do opositor russo continham um "inibidor da colinestérase" similar a duas substâncias químicas do tipo Novitchok, proibidas pela organização em 2019.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)