O moralista

Vida inteligente

Pelo exemplo caseiro - duas guerras mundiais em meio século e milhares de ogivas nucleares apontadas às nossas cabeças no seguinte -, a hipótese de uma sociedade exoplanetária se autoextinguir é enorme. Talvez seja preferível limitarmo-nos à vida para além da pandemia

Justiça e dignidade humana

A Justiça diz-se cega, mas quando não abre os olhos perante a dignidade humana deixa de ser Justiça e volta ao tempo da Inquisição. O caso de José Penedos, condenado no Face Oculta, mostra como o sistema ainda não consegue ver além dos códigos

Rúben Amorim: O estagiário que mandava no balneário
21 de fevereiroCarlos Torres

Rúben Amorim: O estagiário que mandava no balneário

Começou a carreira de treinador no Casa Pia, em 2018, quando ainda nem tinha curso: mudou os horários, implantou banhos de gelo diários, usou as táticas de Jorge Jesus e, apesar das descascas, todos o adoravam – até pagou a renda da casa a um dos atletas.

Partido que suspeitou de juíza condenado por litigância de má-fé
19 de fevereiroMargarida Davim

Partido que suspeitou de juíza condenado por litigância de má-fé

O Juntos Pelo Povo (JPP) da Maia pôs em causa a independência de uma juíza por ser irmã de um ex-vereador do PSD. O incidente de suspeição foi recusado e, agora, é o Supremo Tribunal Administrativo que condena o partido por litigância de má-fé.

3
Pedro Duarte arrisca processo disciplinar no PSD
18 de fevereiroMargarida Davim

Pedro Duarte arrisca processo disciplinar no PSD

Pedro Duarte, Alberto Lima e Luís Osório votaram a favor de uma moção apresentada pelo movimento de Rui Moreira para simplificar candidaturas independentes. Líder da bancada social-democrata admite que "poderão estar sujeitos" a um processo disciplinar.

Onde nasce a corrupção?

As pequenas corruptelas evidenciam sempre uma única coisa: a esclerose do aparelho do Estado, ao serviço do empreguismo partidário e dos grupos que o dominam. Foi assim com os pequenos favores fiscais, e com a emissão de faturas falsas.

3
A incrível história do IVA que quase fez perder o mandato a um autarca
17 de fevereiroMargarida Davim

A incrível história do IVA que quase fez perder o mandato a um autarca

Uma empresa falida, uma lei da troika, uma dívida reclamada pelo Estado, relações familiares, fogaças e suspeições numa guerra judicial que foi até ao Supremo, quase custava o mandato ao presidente da Câmara da Maia e ainda pode acabar num processo contra o Estado.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)