ONU impõe regras de 'boa educação' para negociações
27 de fevereiro de 2017Alexandre R. Malhado

ONU impõe regras de "boa educação" para negociações

"Evitar o insulto", "discrição" ou "proibição de gravar as discussões". As instruções dadas pela ONU aos participantes nas negociações de paz sobre a Síria ilustram o nível de tensão das conversações

Sem acordo pela paz, ONU teme uso de armas químicas
24 de fevereiro de 2017Alexandre R. Malhado

Sem acordo pela paz, ONU teme uso de armas químicas

Dois dias depois do inicio das negociações, ainda não há claros sinais de progresso. Sem contacto directo, regime e rebeldes têm centrado as conversações na definição do formato do diálogo

2
Rebeldes unem-se contra jihadistas, mas regime ignora trégua
26 de janeiro de 2017Alexandre R. Malhado

Rebeldes unem-se contra jihadistas, mas regime ignora trégua

Na sequência das negociações pela paz, os rebeldes viraram-se contra o Jabhat Fateh al-Sham, uma das facções jihadistas mais poderosas na Síria e colocaram o grupo terrorista em crise. Contudo, o regime ainda não está a respeitar a trégua

Rebeldes sírios desconfiados de monitorização de vários países
24 de janeiro de 2017Alexandre R. Malhado

Rebeldes sírios desconfiados de monitorização de vários países

A Rússia, o Irão e a Turquia, "padrinhos" das conversações de paz entre os rebeldes sírios e Damasco, chegaram a acordo para estabelecer um "mecanismo conjunto" de monitorização da trégua no país. Já os rebeldes desconfiam do Irão

Negociações pela paz começam em Astana
23 de janeiro de 2017Alexandre R. Malhado

Negociações pela paz começam em Astana

A partir desta tarde, na sala de reuniões do hotel Rixos President Astana, algumas das principais forças na Síria sentar-se-ão na mesma mesa para discutir uma solução pacifica para o conflito no país

2
Curdos, Daesh e al-Nusra não constam no 'frágil' cessar-fogo
29 de dezembro de 2016Alexandre R. Malhado

Curdos, Daesh e al-Nusra não constam no "frágil" cessar-fogo

Rússia, Irão e Turquia estenderam o acordo de cessar-fogo para toda a Síria. No entanto, Putin admitiu esta sexta-feira a "fragilidade" deste acordo. Fora ficaram três das principais forças que dominam a Síria: o Daesh, as forças curdas e a Frente al-Nusra

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)