A guerra colonial não acabou

O debate sobre a guerra colonial não deve ser feito pela manipulação ideológica da esquerda ou da direita. Deve ser feito com mais rigor e menos subjetividade. Deve ser um debate de reconciliação entre portugueses, não de ódio e vingança

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento
14 de fevereiroEduardo Dâmaso

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento

Na morte de Marcelino da Mata regressa o seu mito mas também a memória dos comandos africanos deixados a morrer em Bissau, às mãos do PAIGC. Uma página de ignomínia na história portuguesa contemporânea, que permanece como uma ferida aberta, a que mais facilmente podemos chamar crime de guerra do que a qualquer operação dos comandos africanos feitas no teatro de um conflito que representou, mais do que qualquer outro, o estertor do império colonial português.

9
Foi assim que (o amor) aconteceu
14 de fevereiroSónia Bento

Foi assim que (o amor) aconteceu

Houve quem tenha feito o pedido de namoro - "para casar, com alianças, filhos e tudo" - no carro. Uns deram o primeiro beijo, técnico, logo no dia em que se conheceram, e outros passaram da ficção à realidade num set de filmagens, no México

As burlas da sobrinha-neta do Marechal Spínola
22 de novembro de 2020António José Vilela

As burlas da sobrinha-neta do Marechal Spínola

A consultora financeira, que trabalhou para os bancos Best e Deutsche, burlou dezenas de clientes durante 15 anos. Um total de 11,5 milhões de euros. Nem o motorista de táxi que a transportava escapou.

3
Mar Verde: A operação que nunca existiu
21 de novembro de 2020António Luís Marinho

Mar Verde: A operação que nunca existiu

Assinalam-se a 22 de novembro 50 anos que, numa madrugada de domingo, Alpoim Calvão e Spínola tentaram um golpe de Estado (que falhou) em Conacri. Portugal nunca assumiu a operação.

25 de novembro de 2019Sara Capelo

Os 25 de novembros contraditórios de Lourenço e Tomé

Vasco garante que mandou prender Mário. Mário diz que não. Vasco diz que estivemos à beira de uma guerra civil. Mário diz que isso é uma fantasia. Testemunho de ambos na primeira pessoa.

25 de julho de 2019Marco Alves

O que serviam e o que é feito dos Michelin portugueses em 1974

Em 1974, após quatro décadas de silêncio, o guia voltou a Portugal. O que aconteceu ao Pipas (Cascais), ao Portucale (Porto), ao Aviz (Lisboa) e ao Michel (Lisboa)? Em 2019, um restaurante no Algarve quis devolver a estrela.

Relatório minoritário

A próxima batalha nacional

Não virá aí o dilúvio político. O que nos une é mais forte do que o que nos divide. O bom senso nacional é superior à estupidez. O “pragmatismo” continuará a ser a “ideologia” central. Quem não conseguir, neste meio, trazer novas ideias práticas, nem mostrar soluções, nem ultrapassar etiquetas, perde redondamente. As palavras – sobretudo erradas – não ganham votos

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)