Os pupilos da senhora reitora
OntemBruno Faria Lopes

Os pupilos da senhora reitora

Das nomeações para o gabinete no ISCTE, de que é reitora, à orientação de teses de ex-governantes e jovens socialistas, a rede de Maria de Lurdes Rodrigues ilustra o circuito fechado, e antigo, entre o PS e uma das universidades mais influentes do País.

Como Angola dominou os bancos portugueses
22 de fevereiroAntónio José Vilela

Como Angola dominou os bancos portugueses

O braço de ferro durou anos. Houve pressões, jogos de bastidores e muito dinheiro envolvido. Os milhões de Angola colocados na banca nunca tiveram uma origem bem definida: eram do Estado e de figuras poderosas do regime liderado por José Eduardo dos Santos. Estas são as histórias dos esquemas cruzados, offshores, lavagem de dinheiro e relações perigosas.

Estes jornalistas portugueses venceram um Emmy
21 de fevereiroVanda Marques

Estes jornalistas portugueses venceram um Emmy

Entraram numa mina com 50 metros de profundidade para mostrar como o ouro suporta o sistema corrupto de Nicolas Maduro. A reportagem valeu-lhes a distinção.

Marco Galinha. De vendedor de tabaco a novo tubarão dos media
20 de fevereiroMarco Alves

Marco Galinha. De vendedor de tabaco a novo tubarão dos media

Criado numa família humilde da Benedita, começou no negócio do sogro, a vender tabaco pelos cafés. Depois vendeu bicicletas e criou em Lisboa um pequeno império empresarial. As histórias familiares e privadas no novo presidente da Global Media.

5
Os boys que o PS colocou na máquina da Segurança Social
15 de fevereiroMaria Henrique Espada

Os boys que o PS colocou na máquina da Segurança Social

O Governo varreu, sem exceção, todos os diretores distritais que encontrou em funções. Trocou-os, a bem ou a mal, por próximos do PS. Só uma coisa ainda não mudou aqui: não se abdica do domínio do aparelho. Retrato à lupa da vassourada.

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento
14 de fevereiroEduardo Dâmaso

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento

Na morte de Marcelino da Mata regressa o seu mito mas também a memória dos comandos africanos deixados a morrer em Bissau, às mãos do PAIGC. Uma página de ignomínia na história portuguesa contemporânea, que permanece como uma ferida aberta, a que mais facilmente podemos chamar crime de guerra do que a qualquer operação dos comandos africanos feitas no teatro de um conflito que representou, mais do que qualquer outro, o estertor do império colonial português.

A Dan Cake fazia-se a correr. Mesmo
14 de fevereiroRaquel Lito

A Dan Cake fazia-se a correr. Mesmo

No início era preciso fazer maratonas no tapete rolante, para garantir que se enrolavam as tortas. O patriarca enriqueceu com os bolos, foi condecorado por Presidentes e pedia às funcionárias que tivessem juízo nos namoricos.

3
Manuel Salgado, o homem que manda(va) na cidade
11 de fevereiroMargarida Davim

Manuel Salgado, o homem que manda(va) na cidade

O ex-vereador do Urbanismo que pediu a demissão da presidência da SRU, já foi o homem com mais poder na Câmara de Lisboa. Há quem o compare ao Marquês de Pombal e não falta quem questione a forma absoluta como decide ou ponha em causa o modo como gere conflitos de interesses com a família.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)