A crise da vida quotidiana e outras sequelas da pandemia
23 de fevereiroAna Bela Ferreira

A crise da vida quotidiana e outras sequelas da pandemia

Os efeitos da covid-19 não se limitam aos que a doença provoca em que contrai o vírus. As alterações profundas nas rotinas e na vida social fazem também parte dos efeitos da pandemia.

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento
14 de fevereiroEduardo Dâmaso

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento

Na morte de Marcelino da Mata regressa o seu mito mas também a memória dos comandos africanos deixados a morrer em Bissau, às mãos do PAIGC. Uma página de ignomínia na história portuguesa contemporânea, que permanece como uma ferida aberta, a que mais facilmente podemos chamar crime de guerra do que a qualquer operação dos comandos africanos feitas no teatro de um conflito que representou, mais do que qualquer outro, o estertor do império colonial português.

Larry Flynt: o improvável símbolo da liberdade de expressão
11 de fevereiroCatarina Moura

Larry Flynt: o improvável símbolo da liberdade de expressão

Fundador da Hustler em 1974, Larry Flynt é uma figura controversa. Publicou fotos não autorizadas de Jackie Kennedy nua e tratou as mulheres como pedaços de carne, enquanto se pronunciava contra a pena de morte e Donald Trump.

Como sobreviver aos efeitos mentais da pandemia
10 de fevereiroLeonor Riso

Como sobreviver aos efeitos mentais da pandemia

Ansiedade, depressão, exaustão, falta de sono e esgotamento. A pandemia aumentou os riscos da saúde mental dos portugueses. Treze especialistas explicam à SÁBADO o que pode fazer para enfrentar os males mais comuns e recuperar a autonomia e a autoestima.

6
Adolfo, gay, católico e quase candidato ao CDS
04 de fevereiroMargarida Davim

Adolfo, gay, católico e quase candidato ao CDS

É administrador da Galp, mas não tem Galp Frota. Publicou contos, mas sob pseudónimo. É um leitor ávido, mas adora a Eurovisão e a cor amarela. Tem um pé fora da política, mas galgou o aparelho.

Operação Marosca
30 de janeiroJoão Pedro George

Operação Marosca

A 16 de Dezembro de 1972, quatro caças-bombardeiros largaram várias bombas nas povoações de Wiriamu, Juwau e Chawola. Enquanto isso, cinco helicópteros desembarcavam quatro grupos da 6ª Companhia de Comandos, Grupos Especiais de Pára-quedistas, mercenários e agentes da PIDE/DGS, os quais cercaram as aldeias e desataram a metralhar os aldeões, incluindo mulheres e crianças.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)