Salvo o devido respeito

A liberdade de expressão tem sido capturada ao sabor das conveniências conjunturais. É crime um deputado chamar “bandidos” a um grupo de cidadãos, mas é aceitável um polícia apelidar o mesmo deputado de “aberração”.

Mafalda

Mafalda quer saber os porquês e os paraquês das coisas deste mundo, esse manicómio redondo onde as pessoas se sentem como dentro de uma sanduíche, com o comunismo de um lado e o capitalismo do outro

O primeiro restaurante da Coreia para o Porto
01 de julho de 2020Filipa Teixeira

O primeiro restaurante da Coreia para o Porto

Depois da comida chinesa, japonesa e vietnamita, o Porto vê nascer agora o seu primeiro restaurante de gastronomia típica coreana, o Ondo Korean Kitchen, pelas mãos de Kelly Gyeongsuk Min

2
Guerra das marcas: quem está a imitar quem?
21 de novembro de 2019Marco Alves

Guerra das marcas: quem está a imitar quem?

Por duas vezes, a Padaria da Esquina, do chef Vítor Sobral, tentou anular uma modesta Padaria da Esquina que existe em Algueirão-Mem Martins. Perdeu sempre. E a discoteca Bliss, no Algarve, está proibida de registar o nome porque existe outra Bliss. Histórias de guerras judiciais (algumas sérias, outras caricatas) entre marcas quase iguais.

iPhone melhora a cada ano graças a uma obscura empresa japonesa
16 de março de 2019Negócios

iPhone melhora a cada ano graças a uma obscura empresa japonesa

Após duas décadas de desenvolvimento, fabricantes de chips estão a fazer uma aposta cara numa tecnologia que vai colocar ainda mais transístores no silício. O seu sucesso pode depender de uma empresa pouco conhecida dos subúrbios de Tóquio.

5
A caminho das quase desconhecidas e belas praias do Uruguai
14 de março de 2019

A caminho das quase desconhecidas e belas praias do Uruguai

“Todo tranqui” – “Tudo bem!” – é uma frase que nos habituamos a ouvir quando passamos algum tempo no Uruguai. Este pequeno país tem uma atmosfera que é como Xanax para a alma e, ainda por cima, tem algumas das melhores praias da América do Sul

3
Alemão que envenenou colegas de trabalho condenado a pena máxima
08 de março de 2019Carolina R. Rodrigues

Alemão que envenenou colegas de trabalho condenado a pena máxima

O agressor irá ficar o resto da vida da prisão. O juiz que ficou encarregue do caso pediu para este não ser elegível para liberdade condicional após cumprir 15 anos de prisão, como por vezes acontece na Alemanha.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)