Toda a história de um grupo de traficantes amadores
24 de fevereiroAntónio José Vilela

Toda a história de um grupo de traficantes amadores

A Polícia Judiciária esteve quase dois anos à espera que um grupo de empresários e pescadores fizesse um transporte de droga. Os suspeitos falharam várias ações e até tiveram de afundar um barco – foram salvos pela Força Aérea - para disfarçar uma ação mal feita que os colocou sob pressão de narcotraficantes espanhóis, colombianos, marroquinos e sérvios. No fim, o suspeito nº1 português não foi detido.

Como Angola dominou os bancos portugueses
22 de fevereiroAntónio José Vilela

Como Angola dominou os bancos portugueses

O braço de ferro durou anos. Houve pressões, jogos de bastidores e muito dinheiro envolvido. Os milhões de Angola colocados na banca nunca tiveram uma origem bem definida: eram do Estado e de figuras poderosas do regime liderado por José Eduardo dos Santos. Estas são as histórias dos esquemas cruzados, offshores, lavagem de dinheiro e relações perigosas.

Em take away ou delivery, os restaurantes estão a mexer
21 de fevereiroCatarina Moura

Em take away ou delivery, os restaurantes estão a mexer

O inverno vai longo, mas os restaurantes reinventam-se. Em Lisboa e no Porto, criam-se novos serviços e experiências e a criatividade não fica amarrada: há novos pratos, melhores para comer em casa

Como Portugal ajudou a desmantelar uma rede jihadista europeia
18 de fevereiroNuno Tiago Pinto

Como Portugal ajudou a desmantelar uma rede jihadista europeia

Uma investigação iniciada em Portugal detectou uma célula do Estado Islâmico com ramificações em vários países europeus. O grupo estava a preparar um atentado seguindo instruções vindas da Síria e tinha ligações aos responsáveis pelos ataques de Paris e Bruxelas. Um dos elementos foi agora condenado a 30 anos de prisão, em França.

Lili Caneças ou a extraordinária vida de Maria Alice
16 de fevereiroCatarina Moura

Lili Caneças ou a extraordinária vida de Maria Alice

Filha de um oficial da Marinha, privou na adolescência com as famílias aristocratas exiladas em Portugal. Após o divórcio, chegou a vender pullovers aos amigos para pagar as contas. Foi cortejada por nobres e milionários, parou o País por causa de uma cirurgia estética e continua a ir às festas internacionais mais exclusivas. Agora, aos 76 anos, Lili Caneças mantém-se relevante graças aos contactos e às redes sociais.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)