Beatriz Gomes Dias defende transportes públicos gratuitos em Lisboa
10:47Lusa

Beatriz Gomes Dias defende transportes públicos gratuitos em Lisboa

"A nova Lisboa que queremos construir está assente em cinco pilares principais, que serão as prioridades do nosso programa: 1) responder à crise social; 2) garantir o direito à habitação; 3) lutar pelo clima e mudar a mobilidade; 4) combater as desigualdades e defender a igualdade plena; 5) garantir o direito à criação e fruição cultural", apontou Beatriz Gomes Dias.

Já comeu num restaurante-fantasma?
09 de abrilRaquel Lito

Já comeu num restaurante-fantasma?

Longe da vista, há chefs que montam negócios de baixo orçamento: a partir de 10 mil euros. Se o menu for bom e a localização central podem ser bem-sucedidos. A SÁBADO visitou as cozinhas escondidas.

Portugal 'comprou' voto para Vitorino na Organização das Migrações
08 de abrilNuno Tiago Pinto

Portugal "comprou" voto para Vitorino na Organização das Migrações

Para que o representante de São Tomé e Príncipe pudesse votar em António Vitorino para diretor-geral da Organização Internacional das Migrações, o governo pagou a estadia e despesas do diplomata na Suíça. A irregularidade foi detetada pela inspeção do MNE.

O salazar

Tal como o salazar da cozinha tentou introduzir a ordem na preparação dos alimentos, afastando os profissionais da desordem, da agitação e da perturbação social (entenda-se: as crianças), o tirano de Santa Comba Dão tentou acabar com a suposta anarquia nas ruas.

Os perigos da obsessão por uma alimentação saudável
02 de abrilLucília Galha

Os perigos da obsessão por uma alimentação saudável

As chamadas dietas da moda dão uma falsa perceção de que se está a comer bem e a ganhar saúde. Na verdade, são tão restritivas que o corpo entra em desequilíbrio e pode haver várias consequências: compulsões, intolerâncias a alimentos, perturbações do sono e défice de atenção e até má nutrição e osteoporose.

Espumante paga crimes na morgue do Hospital de Aveiro
01 de abrilSÁBADO

Espumante paga crimes na morgue do Hospital de Aveiro

Entre 2009 e 2015, dois funcionários da casa mortuária do Hospital de Aveiro aceitaram receber entre cinco e 100 euros, refeições e garrafas de espumante de agências funerárias, para acelerarem processos ou factos relativos à morte de pessoas, cujas cerimónias fúnebres lhes tinham sido contratadas.

Sexo na cozinha

Na sociedade reprimida salazarista, fazer sexo noutro móvel que não fosse a cama tinha um alcance revolucionário, simbolizava a libertação sexual do casal e a subversão da ordem imposta pelo Estado Novo. Daí que as mesas amplas tenham sido proibidas pela censura

O fim do beijinho ou como a pandemia vai mudar o nosso comportamento
28 de marçoAna Bela Ferreira

O fim do beijinho ou como a pandemia vai mudar o nosso comportamento

Mais teletrabalho e compras online, estas podem ser as mudanças mais imediatas trazidas pela pandemia. O psicólogo Osvaldo Santos antecipa ainda o aumento da distância social em espaços públicos e o uso mais frequente de máscara como hábitos pós-pandemia.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)