Um dia a dançar com as estrelas
Sónia Bento

Um dia a dançar com as estrelas

Alguns assumem ser “pé de chumbo”, outros precisam da disciplina russa das bailarinas e há quem treine sete horas por dia. Atores, atletas e influencers – todos querem ganhar o programa da TVI. Fomos à escola de Cifrão assistir aos ensaios.

Direção da PJ escondeu nome da operação na Madeira
António José Vilela

Direção da PJ escondeu nome da operação na Madeira

Durante meses a Operação Zarco teve o nome do navegador que o Infante D. Henrique escolheu para mandar na ilha, mas a direção da PJ decidiu escondê-lo para não ferir suscetibilidades. Nos quatro processos há suspeitas sobre centenas de milhões de euros de dinheiro público. Detidos devem começar hoje a ser ouvidos.

Duarte D'Orey: O gestor maravilha que deixou um rasto de destruição
António José Vilela

Duarte D'Orey: O gestor maravilha que deixou um rasto de destruição

Foi o presidente mais novo de empresas cotadas e quis ser banqueiro. Negociou fundos de futebol, viveu num palacete na Lapa, deixou centenas de credores. O Banco de Portugal tirou a licença a uma das suas empresas e a CMVM decidiu que, até agosto, a centenária Orey Antunes tem de sair da Bolsa.

Condecorar Spínola: os argumentos contra e a favor
Diogo Barreto

Condecorar Spínola: os argumentos contra e a favor

Marcelo pretende condecorar o general Spínola com a Ordem da Liberdade, pelo papel que desempenhou no 25 de Abril. Mas há quem lembre os eventos que se seguiram à Revolução para contestar a decisão.

5
A história de Marcelino da Mata, vilão e herói
Maria Henrique Espada

A história de Marcelino da Mata, vilão e herói

Foi o mais condecorado militar português, lutou durante toda a Guerra Colonial. Quando morreu, nasceu outra guerra, pela narrativa sobre quem foi e o que representa. Um novo livro de Nuno Gonçalo Poças, de que a SÁBADO faz a pré-publicação, ajuda a percebê-lo: à sua coragem e aos seus abusos.

A vida desconhecida de Maud Queiroz Pereira
Ana Taborda

A vida desconhecida de Maud Queiroz Pereira

A matriarca de uma das mais poderosas famílias portuguesas deixou milhares de euros aos empregados e distribuiu as suas muitas joias e peças de arte pela família e amigos. Discreta e aventureira, chegou a saltar de paraquedas com um dos filhos e até aos 94 anos nadava todos os dias – só já não mergulhava de cabeça.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana