Diplomatas russos empurram vagão da bagagem no regresso da Coreia do Norte
Ontem

Diplomatas russos empurram vagão da bagagem no regresso da Coreia do Norte

Com as fronteiras da Coreia do Norte fechadas devido ao coronavírus, há mais de um ano, os diplomatas russos têm de transportar a sua própria bagagem pelos carris. O grupo de oito pessoas (entre diplomatas e familiares) viajou 32 horas de comboio e duas de autocarro apenas para chegar de Pyongyang à fronteira com a Rússia. A passagem da fronteira foi feita a pé como se vê no vídeo.

Elefantes e esquilos

Aqui surge o peculiar caso da UE, que ainda não assumiu se pretende ser um elefante ou um esquilo. No presente, escolheu alguém da família dos roedores para dirigir a sua política externa, com ausência de conhecimentos de história e geografia comprovados.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)