Nova lei que restringe pernoita em autocaravanas está a afastar turistas
14 de abrilRita Pereira Carvalho

Nova lei que restringe pernoita em autocaravanas está a afastar turistas

Empresas temem não conseguir alugar autocaravanas por causa da proibição de pernoita entre as 20h00 e as 07h00. Associação representante do setor admite que os turistas vão trocar Portugal por Espanha e já há três projetos de lei para revogar o conceito de pernoita.

Do Monte Branco ao alvo José Sócrates
08 de abrilAntónio José Vilela

Do Monte Branco ao alvo José Sócrates

A mudança na hierarquia da justiça coincidiu com o início formal do processo que visou Sócrates. Mas a investigação já estava há muito lançada. Até à próxima sexta-feira, dia da decisão do juiz Ivo Rosa, a SÁBADO vai publicar vários textos que retratam o essencial da acusação e das defesas dos arguidos.

O político que disse 'eu demito-me': Jorge Coelho (1954-2021)
07 de abrilMaria Henrique Espada

O político que disse "eu demito-me": Jorge Coelho (1954-2021)

Coelhone, bombeiro, todo-o-terreno, todo-poderoso, king-maker, o Jorge: acumulou alcunhas, poder, mas cultivou sempre a proximidade de homem do povo. Em todas as conversas dizia "o meu caro amigo". Fez de tudo: manobras de bastidores e discursos inflamados. Mas numa noite de março de 2001 demitiu-se e esse gesto definiu-lhe a carreira. Morreu esta quarta-feira.

Alto do Restelo, a próxima polémica de Medina
05 de abrilMargarida Davim

Alto do Restelo, a próxima polémica de Medina

Moradores estão contra projeto para construir até 772 casas (440 de renda acessível), que acreditam violar PDM e desrespeitar o sistema de vistas. Junta tem parecer negativo e há uma petição que em 24 horas recebeu mais de 1.500 assinaturas.

Portugal é rota para tráfico infantil, dizem EUA
30 de marçoLusa

Portugal é rota para tráfico infantil, dizem EUA

EUA consideram que o país foi eficaz a aplicar a lei que proíbe todas as formas de trabalho forçado, mas sublinha que as penas para estes crimes "não são proporcionais às de outros crimes graves".

Orbán desafia Bruxelas a publicar contratos de compra de vacinas
14 de marçoLusa

Orbán desafia Bruxelas a publicar contratos de compra de vacinas

O primeiro-ministro húngaro voltou a responsabilizar a comissão pelos atrasos na entrega de vacinas aprovadas para a União Europeia (UE) e salientou que os responsáveis "devem provar, com contratos, que negociaram bem e assinaram contratos que servem os interesses do povo europeu".

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)