Odemira: “Pensava que Portugal era um sonho, mas não há nada aqui”
05 de maioRita Pereira Carvalho

Odemira: “Pensava que Portugal era um sonho, mas não há nada aqui”

Muitos imigrantes chegam à região do Alentejo para trabalhar nas estufas que se têm multiplicado nos últimos anos, mas acabam a dividir quarto com várias pessoas e muitos pagam para ter um contrato. Há quem veja Portugal como uma oportunidade para ser livre e há quem só queira fugir.

O que propõem os partidos para regular o teletrabalho
05 de maioLusa

O que propõem os partidos para regular o teletrabalho

Parlamento começa esta quarta-feira a debater as regras que deverão vigorar depois das leis da pandemia. Em cima da mesa estão 10 projetos de lei, que vão de acordos de teletrabalho reversíveis ao pagamento das despesas dos trabalhadores em teletrabalho.

Comunidade indiana desperta cremação em Portugal
04 de maioLusa

Comunidade indiana desperta cremação em Portugal

"Nós, os hindus, gostamos de lembrar as nossas pessoas queridas como elas eram em vida", explica Kantilal Jamnadas. Parece simples: do nada vimos, para o nada vamos, ficam as memórias.

Urbanista

Dominados pela tecnologia, vergados pelo ecrã: bem vindos aos almoços grátis do século XXI

Já imaginaram o que seria o instagram se, por um dia, ninguém - ninguém! - publicasse nada? Estamos a falar de empresas privadas cujo objectivo último é o lucro, que criaram dois modelos de negócio admiráveis: não produzem nada, mas inventaram uma plataforma que nos dá voz e permite criar, ou oferecem um serviço que trocamos por informação sobre os nossos comportamentos quotidianos.

Os negócios imobiliários da Altice, do CEO e do amigo
31 de marçoAntónio José Vilela

Os negócios imobiliários da Altice, do CEO e do amigo

Foram vendidos quatro prédios em Lisboa por cerca de 15 milhões de euros. Os compradores têm ligações a um circuito empresarial montado em Braga, na Zona Franca da Madeira e no Dubai. E com relações ao empresário Hernâni Vaz Antunes, familiares e sócios. Na mesma altura, duas dessas empresas venderam uma moradia a Alexandre Fonseca e dois apartamentos a amigas íntimas de Hernâni e de Armando Pereira.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)