O moralista

Nómadas do império

Não se trata da “hora mágica”, xamânica, de Terrence Malick (não há aqui tempo para epifanias); ou do céu de Turner, tingido de um laranja apocalíptico (não há aqui espaço para o luxo do fatalismo). Nomadland é um filme de uma intransigente independência

O moralista

Flocos de neve

Quando Le Carré nasceu, Greene já tinha 28 anos, mas há um mimetismo desapaixonado nos passos do primeiro que homenageia o segundo. Ambos espiões do MI6, ambos encaixotados no limbo entre o palácio da literatura e o shopping do entretenimento

O moralista

O caminhante

As cidades, como os gatos, revelam-se à noite, e é revelador que, ao pôr do sol, as tenhamos entregado aos delinquentes e aos traficantes, mas também aos pedintes e aos sem-abrigo. A cidade nocturna e deserta está à nossa espera

O moralista

A guerra

A obsessão, nos limites da lei, pela igualdade de género e pela identidade cultural tende a menorizar combates mais prementes, ainda longe de encerrados, pelos direitos dos trabalhadores e das mulheres

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)