Os grandes e maus negócios do Estado

Portugal não quer fazer o debate de como se ataca essa impunidade estrutural, sob nenhum ponto de vista. Prevalece no debate público esse monstro sagrado dos direitos fundamentais de qualquer cidadão perante o poder coativo da justiça chamado presunção de inocência.

Quotas são importantes para impulsionar a igualdade mas devem ser temporárias
08 de marçoLusa

Quotas são importantes para impulsionar a igualdade mas devem ser temporárias

"As quotas são um ponto de partida para ajudar a impulsionar (...), algo que deve servir para criar uma dinâmica e depois da dinâmica criada e conhecida a mais valia que essa diversidade traz é irreversível", disse o presidente do Conselho de Administração da ANA, José Luís Arnaut, que participou no debate, defendendo, no entanto, que a cultura de meritocracia deve prevalecer.

Os pecados capitais dos bancos que nos custam muitos milhões
23 de novembro de 2020Ana Taborda

Os pecados capitais dos bancos que nos custam muitos milhões

Ao mesmo tempo que cobram cinco milhões de euros em comissões por dia, nos últimos anos as entidades bancárias receberam 20 mil milhões do Estado. Faturas que o contribuinte paga para tapar buracos de gestão ruinosa.

Caixa Geral: 'Não costumamos financiar carteiras'
31 de julho de 2020Jornal de Negócios

Caixa Geral: "Não costumamos financiar carteiras"

Paulo Macedo garante que as vendas de carteiras na Caixa envolvem um processo de escrutínio de maneira a identificarem os compradores destes ativos. E que estas operações traduziram-se em ganhos.

Lucros da Caixa caem para 86,2 milhões
13 de maio de 2020Jornal de Negócios

Lucros da Caixa caem para 86,2 milhões

O banco liderado por Paulo Macedo apresentou, esta quarta-feira, os resultados para os primeiros três meses do ano.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)