A bazuca é da cooperativa

Pobre País em que um Presidente da República tem que vir a público sublinhar que o Plano de Recuperação e Resiliência é de todos. O tal plano, como documento teórico, até pode ser. Mas os milhões que lhe estão atrelados é outra conversa.

A nova estrela da direita

Costa e o Governo não saem destas eleições feridos na legitimidade para governar, mas receberam um banho de humildade para lavar uma arrogância insuportável, que os obriga, daqui para a frente, a regressar ao diálogo democrático e aos consensos.

Maiores bicos, caudas e orelhas. Como vão os animais sobreviver às alterações climáticas?
09 de setembroDiogo Camilo

Maiores bicos, caudas e orelhas. Como vão os animais sobreviver às alterações climáticas?

Estudo aponta para uma autêntica "metamorfose" de animais de sangue quente para tentar regular a temperatura corporal à medida que o planeta aquece. Aves têm tendência para aumentar o tamanho das asas, enquanto mamíferos aumentarão o tamanho das orelhas, caudas e pernas. Mas isso não significam que se estejam a adaptar adaptar às alterações climáticas.

Afluentes do silêncio*

Para os herdeiros dos futuristas (todos nós), o ruído indica vida, está associado à potência, à energia, ao poder. O silêncio, pelo contrário, aponta para a cristalização, a suspensão ou a infinita lentidão do tempo, quando os dias parecem mais longos e entediantes.

Ruído de fundo

A existência urbana moderna é barulhenta, submete-nos e condena-nos a uma constante ditadura do barulho. Nas cidades reina uma tal contaminação acústica, uma tal espiral de ruídos, que nunca se falou tanto de silêncio.

Pelos cabelos

Os estádios de futebol são um laboratório privilegiado para perceber a evolução social dos cabelos. Na década de 1960, os jogadores tinham todos cabelos curtos, bem recortados à volta das orelhas. Seguiu-se a moda das patilhas e dos cabelos longos, como os de Müller ou Beckenbauer.

O herdeiro bon vivant de Siza Vieira
17 de julhoLucília Galha

O herdeiro bon vivant de Siza Vieira

Álvaro Leite Siza é conhecido na Foz do Porto pelas festas na sua casa-museu – onde chega a medir com fita métrica os lugares à mesa. Recentemente, arrendou-a para um evento com centenas de pessoas. O caso está no Ministério Público.

Pilosidades

Contra o que geralmente se supõe, os pêlos concentram muitas das facetas, faces e estados da vida social, permitem-nos fazer uma síntese das ideias que fazemos de nós, dos outros e da sua riqueza íntima.

Relatório minoritário

O mau aluno europeu

Os pânicos lançados sobre a situação sanitária nacional minam a imagem no exterior, a confiança no interior e o bem-estar geral. E não derivam de grandes conspirações contra nós, mas da incapacidade endémica do poder público, para além das discursatas e das grandes promessas.

A barba

Cada barba tem a sua própria história. Quadradas, redondas, ovais ou rectangulares, rentes, cheias ou compridas, são sempre um indicador das aspirações e pretensões do seu proprietário, da sua maneira de ver o mundo.

Estes companheiros merecem tudo e mais alguma coisa
12 de junhoMarkus Almeida

Estes companheiros merecem tudo e mais alguma coisa

Se os animais são nossos amigos, então tratemo-los e mimemo-los como tal: com acupuntura, piscinas para cães, hotéis para gatos, retratos profissionais, creches, spas e até bolos de aniversário personalizados.

O cérebro da paixão

Os seres humanos não são apenas as suas ideias, crenças e convicções. São também os cheiros que arrastam consigo, como histórias que se repetem e que detêm a chave do enigma que levam dentro. São a prova, superiormente filosófica (com perdão da filosofia), de que existe algo que comanda as suas vidas.

A Newsletter SÁBADO É TODOS OS DIAS no seu e-mail
NEWSLETTER EXCLUSIVA PARA ASSINANTES O resumo das notícias pela redação da SÁBADO, sempre ao início da manhã. (Enviada de segunda a sexta)