Nos idos de março, o que vale a pena ver?
28 de marçoPedro Marta Santos

Nos idos de março, o que vale a pena ver?

O mês tem sido farto em estreias de séries nas plataformas de streaming, mas serão de qualidade? O crítico analisou e chegou a um veredicto: há boas surpresas.

Bastidores: Massacres em África

Nesta edição, levantamos um pouco o véu sobre a resposta brutal dos colonos portugueses aos ataques de 15 de março de 1961, em Angola, e contamos a história de alguns dos protagonistas de um período terrível da nossa História contemporânea

Como Angola dominou os bancos portugueses
22 de fevereiroAntónio José Vilela

Como Angola dominou os bancos portugueses

O braço de ferro durou anos. Houve pressões, jogos de bastidores e muito dinheiro envolvido. Os milhões de Angola colocados na banca nunca tiveram uma origem bem definida: eram do Estado e de figuras poderosas do regime liderado por José Eduardo dos Santos. Estas são as histórias dos esquemas cruzados, offshores, lavagem de dinheiro e relações perigosas.

Secretas e Judiciária investigam QAnon
17 de fevereiroNuno Tiago Pinto

Secretas e Judiciária investigam QAnon

O grupo de extrema-direita terá centenas de seguidores em Portugal. As autoridades encaram-nos como uma ameaça à democracia e estão a analisar as suas ligações aos “movimentos pela verdade” e a um membro da direção do Chega.

5
Britney Spears quase em liberdade 13 anos depois
11 de fevereiroSónia Bento

Britney Spears quase em liberdade 13 anos depois

Desde 2008 está sob a tutela do pai, que controla a sua vida pessoal e profissional. Agora um nova audiência em tribunal pode devolver-lhe a liberdade, coincidindo com um documentário que explica a situação da estrela pop.

2
Cyberpunk 2077, a polémica Night City
23 de janeiroAndré Santos

Cyberpunk 2077, a polémica Night City

Conheça uma cidade do futuro que é protagonista de um jogo que tem dado que falar nas últimas semanas. Cyberpunk 2077 esteve no forno oito anos, mas saiu - só que mal cozinhado

5
As amantes dos Presidentes da América
22 de janeiroRita Bertrand

As amantes dos Presidentes da América

Trump e Clinton tiveram os seus deslizes, mas Kennedy foi o mais infiel dos mulherengos na Casa Branca. A “tradição” tem mais de cem anos.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)