Pós-Merkel: Coligações cozinhadas a cerveja e caril
10 de outubroSara Capelo

Pós-Merkel: Coligações cozinhadas a cerveja e caril

Sem maiorias, os alemães podem demorar quatro meses até chegarem a uma solução de governo, que se define pelas cores de bandeiras e até de frutas: para já, só os “cítricos” estão a negociar.

Olaf Scholz ou Armin Laschet: Qual dos discípulos de Merkel vai rir por último?
27 de setembroTiago Carrasco

Olaf Scholz ou Armin Laschet: Qual dos discípulos de Merkel vai rir por último?

Os partidos liderados por Scholz e Laschet cruzaram a linha da meta lado a lado nas eleições de ontem. Só após meses de negociações com outros partidos se vai saber qual deles vai ser o novo chanceler alemão. O social-democrata é um tecnocrata seco mas competente, o conservador comete mais erros, embora melhor a formar alianças. São ambos próximos de Merkel.

Olaf Scholz, o 'Merkel” de esquerda
27 de setembroTiago Carrasco

Olaf Scholz, o "Merkel” de esquerda

Foi o mais votado das eleições, com 26% dos votos. Chamam-lhe Scholzomat, ou seja, o Scholz automático, mecânico, mais parecido com uma máquina do que com um ser humano.

Conservadores querem formar governo na Alemanha
26 de setembroLusa

Conservadores querem formar governo na Alemanha

"Faremos o nosso melhor para formar um governo sob a liderança da CDU", declarou Armin Laschet, destacando que a ala conservadora alemã não pode "ficar satisfeita" com o recuo nas eleições.

Depois de Merkel, a incerteza
26 de setembroTiago Carrasco

Depois de Merkel, a incerteza

Há muito que os alemães não viviam uma eleição federal tão disputada e um futuro político incógnito. Os socialistas do SPD partem para o sufrágio com uma ligeira vantagem após terem sido dados recentemente como um partido acabado. Esperam-se longas e imprevisíveis negociações para a formação de uma coligação governamental.

Angela Merkel apela a um voto pelo 'futuro' da Alemanha
25 de setembroLusa

Angela Merkel apela a um voto pelo "futuro" da Alemanha

"É sobre o seu futuro, o futuro dos seus filhos e o futuro dos seus pais, e é apenas a cada quatro anos que têm a oportunidade de decidir a nível federal quem deve moldar esse futuro, em Berlim", disse a chanceler.

O senhor Scholz vai para Berlim?
05 de setembroMaria Henrique Espada

O senhor Scholz vai para Berlim?

Numa inesperada reviravolta de última hora, o político a quem a imprensa chamou “autómato” passou para a frente na corrida. Olaf quem?

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana