Instantâneos ou quase (53)

Foi triste a novela do candidato socialista à Câmara do Porto. Ninguém importante quis, quem quis, o partido não deixou, ou Costa fez finca-pé. Até houve quem chamasse a isto um "lamaçal". E eis que surge quem tinha dito antes não.

Ver jogos da seleção não me anima nada
14 de junhoAntónio José Vilela

Ver jogos da seleção não me anima nada

Mesmo nada. Nada, nadinha, nicles batatóides (sempre quis escrever isto). Se calhar, não é patriótico porque vejo tanta gente empolgada a tecer hinos de grandeza aos nossos rapazes

Portugal, o paraíso fiscal dos estrangeiros
27 de maioRaquel Lito

Portugal, o paraíso fiscal dos estrangeiros

Aos portugueses o fisco não perdoa o IRS, que pode atingir 50%. Aos pensionistas e estrangeiros, a conta é bem mais suave, entre 10% e 20%. A explicação está no regime de residente não habitual. Suecos, britânicos, norte-americanos, franceses, italianos, espanhóis e brasileiros são os principais beneficiários deste discreto offshore fiscal português.

O depoimento explosivo que cola Marcelo a Ricardo Salgado
14 de abrilCarlos Rodrigues Lima

O depoimento explosivo que cola Marcelo a Ricardo Salgado

Pedro Queiroz Pereira declarou ao Ministério Público que, no passado, o banqueiro "comprou" o atual Presidente da República, contratando o escritório da namorada. "Eu sou incomprável", respondeu Marcelo Rebelo de Sousa à SÁBADO.

Operação Marquês: as defesas dos arguidos
08 de abrilAntónio José Vilela

Operação Marquês: as defesas dos arguidos

José Sócrates e os restantes arguidos querem anular provas para deitar abaixo o mais importante processo da história da democracia. A SÁBADO fez um mapa dos principais argumentos. Até à próxima sexta-feira, dia da decisão do juiz Ivo Rosa, a SÁBADO vai publicar vários textos que retratam o essencial da acusação e das defesas dos arguidos.

O BES e a PT. Como Salgado dominou a maior empresa do país
08 de abrilCarlos Rodrigues Lima

O BES e a PT. Como Salgado dominou a maior empresa do país

A maior empresa portuguesa terá sido utilizada num jogo de conveniências do GES, a quem deu mais de 8,4 mil milhões de euros durante 14 anos. Pelo meio houve muitas comissões. Até à próxima sexta-feira, dia da decisão do juiz Ivo Rosa, a SÁBADO vai publicar vários textos que retratam o essencial da acusação e das defesas dos arguidos.

Os negócios imobiliários da Altice, do CEO e do amigo
31 de marçoAntónio José Vilela

Os negócios imobiliários da Altice, do CEO e do amigo

Foram vendidos quatro prédios em Lisboa por cerca de 15 milhões de euros. Os compradores têm ligações a um circuito empresarial montado em Braga, na Zona Franca da Madeira e no Dubai. E com relações ao empresário Hernâni Vaz Antunes, familiares e sócios. Na mesma altura, duas dessas empresas venderam uma moradia a Alexandre Fonseca e dois apartamentos a amigas íntimas de Hernâni e de Armando Pereira.

Salto em Altura

Escolher os ambientes a criar para as equipas depende, maioritariamente, da vontade de quem os lidera. Escolher os ambientes em que se quer viver e trabalhar depende, em primeira linha, em muitos casos, da consciência das escolhas que cada um faz.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)