Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento
14 de fevereiroEduardo Dâmaso

Marcelino da Mata, o comando que escapou a uma certidão de óbito por fuzilamento

Na morte de Marcelino da Mata regressa o seu mito mas também a memória dos comandos africanos deixados a morrer em Bissau, às mãos do PAIGC. Uma página de ignomínia na história portuguesa contemporânea, que permanece como uma ferida aberta, a que mais facilmente podemos chamar crime de guerra do que a qualquer operação dos comandos africanos feitas no teatro de um conflito que representou, mais do que qualquer outro, o estertor do império colonial português.

Nem a guerra tinha parado o futebol em Portugal
26 de março de 2020Carlos Torres

Nem a guerra tinha parado o futebol em Portugal

Desde 1934, a bola nunca tinha deixado de rolar nos campos nacionais. Nem com as bombas e as metralhadoras da II Guerra Mundial, nem com a revolução do 25 de Abril de 1974. Foi preciso aparecer um vírus invisível – e mortal

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)