O moralista

Senzala

Bruno era negro, o enfermeiro que o assassinou é branco e o cenário não foi Salvador da Baía em 1820, ou Lourenço Marques 100 anos depois. O homicídio aconteceu há cinco dias no centro de Moscavide, a poucos quilómetros do palco da Web Summit e do esplendor da fibra óptica

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)