Cuidados Intensivos

Hooligans

Nos debates, ganha quem o hooligan quer que ganhe – e isso é válido para o hooligan anónimo, que grita para o televisor “Dá-lhe, Pedro Nuno!”, como para o hooligan em estúdio, que apesar de usar fato e gravata também está de tronco ao léu, agarrado à vedação do estádio, a chamar nomes ao árbitro.

Um português na guerra

Durante 1h30, João, um português a combater na Ucrânia, falou sobre o seu dia a dia e como é estar integrado na Brigada de Azov. E ainda: entrevista a Betina Anton, que escreveu sobre a fuga do nazi Mengele; a história do único Roquette que se manteve no Brasil; as vítimas de burlas amorosas cometidas através da Internet.

Funerais em vida: doentes terminais que dizem adeus em festa
Raquel Lito

Funerais em vida: doentes terminais que dizem adeus em festa

Celebram com amigos em festas temáticas, ou decoram jardins e fazem tratamentos de beleza. Não há velórios nem carpideiras. As lágrimas são de emoção pelos momentos felizes. A moda nasceu no Japão e vai ganhando adesão no Ocidente.

O pintor Moita Macedo, visto pelo filho Paulo
Ana Taborda

O pintor Moita Macedo, visto pelo filho Paulo

Começou por pintar na sala da sua casa, em Queluz, mas também nos escritórios da Siderurgia Nacional, onde conheceu António Champalimaud. Católico e comunista, dizia poemas de improviso, desenhava obsessivamente, conviveu com Almada Negreiros e Júlio Pomar.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana