Dar ao paciente um assento à mesa da saúde

Dar ao paciente um assento à mesa da saúde

Sob a moderação de Sofia Couto da Rocha, membro do Conselho Nacional para as Tecnologias de Informática na Saúde da Ordem dos Médicos, foi dada voz aos utentes, profissionais de saúde e à indústria.

Tecnologia e digitalização da saúde estão a redefinir a prestação dos cuidados de saúde

Tecnologia e digitalização da saúde estão a redefinir a prestação dos cuidados de saúde

"A tecnologia na humanização do cuidado – O paciente no centro da saúde” foi o tema em foco da II Conferência Portugal Health Summit, uma iniciativa do Jornal de Negócios, Revista Sábado e Lusíadas Saúde, à qual se associou a Siemens Healthineers. Num intenso debate, que decorreu esta quarta-feira, 10 de janeiro, no Pestana Palace Hotel Lisboa, doentes, profissionais de saúde e especialistas em saúde digital evidenciaram de forma inequívoca que “os avanços tecnológicos estão a moldar a prestação de cuidados”, inaugurando “uma nova era da experiência do paciente”.

A SÁBADO é todos os dias: os perigos dos medicamentos para emagrecer
Carlos Torres

A SÁBADO é todos os dias: os perigos dos medicamentos para emagrecer

Na edição de hoje, destacamos alguns dos artigos da revista, que hoje chega às bancas, como os perigos dos novos medicamentos para emagrecer ou a reportagem com José Luís Carneiro. Falamos ainda da esperança no combate a cancros agressivos, damos-lhe conta de uma entrevista a Slow J e deixamos-lhe a crónica de Bruno Nogueira

Os perigos dos novos medicamentos para emagrecer
Lucília Galha

Os perigos dos novos medicamentos para emagrecer

São muito eficazes, mas têm dois custos. Um é o preço, os injetáveis são caros e não estão comparticipados. Outro são os efeitos secundários. Há pessoas que abandonam a medicação porque passam dias inteiros maldispostas ou a vomitar. Há quem não consiga levantar-se da cama por causa das tonturas e até relatos de pensamentos suicidas associados à toma. Estes fármacos estão indicados para pessoas com excesso de peso e obesidade, mas há muita gente a fazê-los só por vaidade, sem que existam estudos que provem que são seguros quando não há doença.

A vida de luxo dos portugueses no Dubai
Marco Alves

A vida de luxo dos portugueses no Dubai

Os salários são muito mais altos do que em Portugal e não há IRS – o que se ganha é o que cai na conta. A criminalidade é tão baixa que há quem deixe o carro aberto. Estão rodeados de luxo e são aliciados pelos bancos para comprarem um Porsche ou um Ferrari. Há 351 portugueses donos de imóveis no Dubai e há quem gaste 10 milhões de euros numa casa.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana