Luís Champalimaud, a queda de um milionário
08 de abrilAna Taborda

Luís Champalimaud, a queda de um milionário

O herdeiro de mais de 200 milhões de euros de uma das maiores fortunas portuguesas está em apuros: vendeu fazendas no Brasil, entregou duas herdades icónicas ao BCP e foi parar a um fundo-abutre. O negócio em que o pai foi rei, o cimento, está a ser o fim da herança do filho. Luís mantém a esperança, mas as perspetivas são negras.

Os dois cenários de Ivo Rosa

Ivo Rosa ou dissertará sobre a existência de abundante prova e enviará Sócrates a julgamento com todos os crimes com que chegou à instrução; ou concluirá que a acusação assenta essencialmente na presunção indiciária, portanto na chamada prova indireta, e até pode mandá-lo julgar, mas sem o fardo dos crimes de corrupção.

Como os supermercados viciaram preços durante quase 10 anos
04 de marçoBruno Faria Lopes

Como os supermercados viciaram preços durante quase 10 anos

A Autoridade da Concorrência publicou as decisões, com excertos de centenas de emails, que sustentam a multa histórica de 304 milhões de euros aos maiores supermercados e aos fornecedores de cervejas Sagres, águas do Luso e outras bebidas.

Partido que suspeitou de juíza condenado por litigância de má-fé
19 de fevereiroMargarida Davim

Partido que suspeitou de juíza condenado por litigância de má-fé

O Juntos Pelo Povo (JPP) da Maia pôs em causa a independência de uma juíza por ser irmã de um ex-vereador do PSD. O incidente de suspeição foi recusado e, agora, é o Supremo Tribunal Administrativo que condena o partido por litigância de má-fé.

Vacinação e propaganda

Quase um ano depois do primeiro confinamento, Portugal e o mundo continuam a enfrentar a maior crise sanitária do nosso tempo e essa é a magnitude do problema, que exige respostas pouco compatíveis com mera propaganda.

Chicão ganhou. E agora?
07 de fevereiroMargarida Davim

Chicão ganhou. E agora?

Houve psicodrama jurídico-estatutário, ataques de facção, portas escancaradas aos jornalistas e uma crise de identidade que não deve acabar já no CDS.

Transtejo recebe primeiros navios elétricos em abril de 2022
03 de fevereiroJornal de Negócios

Transtejo recebe primeiros navios elétricos em abril de 2022

O contrato para a aquisição de 10 navios foi assinado na sexta-feira e aguarda agora visto prévio do Tribunal de Contas. O ministro do Ambiente conta que a Transtejo receba quatro navios elétricos no próximo ano.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)