Ator Igor Sampaio morreu aos 76 anos
03 de setembro de 2021Lusa

Ator Igor Sampaio morreu aos 76 anos

Ator estava hospitalizado desde 31 de agosto, onde dera entrada de urgência, devido a um acidente vascular cerebral (AVC) sofrido no dia anterior.

Beatriz Frazão: 'Se sonhas ser ator, estou a torcer por ti'
14 de abril de 2021Raquel Lito

Beatriz Frazão: "Se sonhas ser ator, estou a torcer por ti"

A atriz-prodígio decidiu dar dicas sobre os primeiros passos. Agências que prometem muito não são de fiar e as superstições podem ser uma ajuda, mas o que mais interessa é o foco no plateau. Rita Blanco e Maria João Luís elogiam-na em livro, sai dia 20.

O que fazem os artistas às obras de que não gostam?
11 de abril de 2021Paulo Barriga e Vanda Marques

O que fazem os artistas às obras de que não gostam?

O que fazem os escritores, poetas, estilistas, pintores, guionistas e compositores às criações de que não gostam? Deitam-nas ao lixo parece ser a resposta mais recorrente. Mas há quem as recorte, queime ou pinte por cima.

A queda de um magnata

Contamos a história das dificuldades financeiras do mais novo herdeiro de António Champalimaud, fomos ver alguns exemplos do novo fenómeno no negócio da restauração e perguntámos aos criadores o que fazem às obras que mais detestam.

“Somos geridos por amadores. É a história da nossa democracia”
07 de março de 2021Vanda Marques

“Somos geridos por amadores. É a história da nossa democracia”

João Luís Barreto Guimarães é poeta e médico ou médico e poeta, conforme os dias. Com 53 anos, 15 livros editados, recebeu o prémio Willow Run Poetry Book, uma distinção atribuída pela primeira vez a um autor de origem não americana.

Inspetor da PJ ligado à Ongoing entra para o DCIAP
28 de maio de 2020Carlos Rodrigues Lima

Inspetor da PJ ligado à Ongoing entra para o DCIAP

Com um passado ligado a suspeitas de cobranças difíceis e recolha de informação judicial para privados, o inspetor Álvaro Negrão foi recrutado diretamente pelo diretor do DCIAP para trabalhar nas investigações mais sensíveis do País.

4
“Apaixonei-me e acabou-se aquela coisa que eu adorava, o flirt”
01 de fevereiro de 2020Vanda Marques

“Apaixonei-me e acabou-se aquela coisa que eu adorava, o flirt”

Maria João Luís prefere fazer novelas a entrar em filmes. Mesmo assim não gosta de se ver e tem sempre a televisão no telejornal. Em miúda, gostava de ler poesia e pensava em ser arquiteta. Até que se estreou na Barraca e nunca mais parou. Aos 56 anos confessa que fica chateada quando não tem audiências - com Terra Brava não tem tido problemas.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana