Cuidados intensivos

É a ideologia, estúpido!

A telenovela socialista vai ser interessante de acompanhar: de um lado, teremos um ministro a fazer o tipo de oposição a António Costa que a oposição propriamente dita foi incapaz de encarnar; e, do outro, teremos um primeiro-ministro a lidar com essa oposição, sem jamais cair no erro de apontar ao ministro a porta da saída.

Cuidados intensivos

Nas melhores famílias

Com 6.000 internados e 70 mortos diários, o Reino Unido está longe, longíssimo dos 40 mil internamentos e das 1.200 mortes diárias da sua pior fase. Um leigo, como eu, olharia para estes números e concluiria que as vacinas não são irrelevantes. Pelo contrário: são a diferença entre a catástrofe e a normalidade.

Cuidados intensivos

A lei da selva

A “passividade” dos agentes – eram dois – despertou a fúria do País, que clamou por mais “autoridade”. Mas “autoridade” para quê? Para que uma intervenção musculada, eventualmente com arma, fosse condenada de imediato pela sua “brutalidade” contra as minorias?

Cuidados intensivos

Tomar a liberdade

Nas discussões recorrentes sobre o Estado Novo, nunca se produz uma boa explicação de “cultura política” para o facto de termos aguentado 48 anos com a canga em cima. A pobreza, a ignorância e a passividade medrosa da espécie foram mais determinantes na longevidade da ditadura do que todos os mecanismos de repressão.

Cuidados intensivos

Comes & bebes

Ferro Rodrigues saltou a cerca sanitária de Lisboa para ir apanhar sol para o Algarve. Será verdade? Bom, a ser verdade, só teria de pedir desculpas, fazer uma vénia e retirar-se para uma reforma que tarda. Porque o argumento de que já está vacinado não colhe quando é de exemplo que falamos

A Newsletter SÁBADO É TODOS OS DIAS no seu e-mail
NEWSLETTER EXCLUSIVA PARA ASSINANTES O resumo das notícias pela redação da SÁBADO, sempre ao início da manhã. (Enviada de segunda a sexta)