Vem aí a polio, a lepra e o dengue?
Susana Lúcio

Vem aí a polio, a lepra e o dengue?

As autoridades de saúde alertam para o risco de doenças antigas voltarem à Europa décadas depois de serem erradicadas. E os mosquitos que transmitem doenças tropicais também já foram detetados em Portugal.

O vírus que não veio dos macacos
Lucília Galha

O vírus que não veio dos macacos

Apesar de não ser novo, nunca antes tinha havido um surto em Portugal, ou sequer na Europa. Desconhece-se como começou e pode nunca vir a saber-se, mas os casos devem continuar a aumentar. Os especialistas garantem que não será como a Covid-19. A SÁBADO falou com um dos 100 portugueses que já tiveram a doença.

Varíola dos macacos. O que é e quais são os sintomas?
Márcia Sobral

Varíola dos macacos. O que é e quais são os sintomas?

Depois da covid-19 e dos casos raros de hepatites agudas em crianças, surgem em Portugal 20 casos suspeitos de monkeypox, a varíola dos macacos. Desde que a varíola foi erradicada deixaram de ser administradas vacinas pelo que a dúvida é clara: que riscos enfrentamos agora com esta "nova" doença?

Andar de comboio ou ir a um casamento? Só vacinado contra a covid-19
Sofia Oliveira com Ana Taborda

Andar de comboio ou ir a um casamento? Só vacinado contra a covid-19

As restrições a não vacinados têm aumentado por toda a Europa. Há países que confinam quem não está imunizado. Outros cortam salários, aplicam quarentenas obrigatórias e impedem a entrada em restaurantes, ginásios ou mesmo escritórios.

Regresso às aulas, regresso aos surtos de covid?
Vanda Marques

Regresso às aulas, regresso aos surtos de covid?

É previsível termos um aumento dos casos. Mas os especialistas reforçam que a alta taxa de vacinação da população portuguesa e o início da vacinação dos jovens, acima dos 12 anos, terá um impacto positivo. A não ser que surja uma variante nova.

E se uma dose de vacina desse para duas ou mais pessoas?
Ana Taborda

E se uma dose de vacina desse para duas ou mais pessoas?

Não é impossível usar apenas 50% de uma dose - ou menos - para imunizar pelo menos o dobro da população. Já foi testado na febre amarela, por exemplo. Os especialistas dizem que não há dados suficientes para o fazer com a covid-19. A Moderna está a preparar ensaios clínicos com doses mais pequenas.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana