Instantâneos ou quase (63)

Ainda alguém se lembra do plano de recuperação das aprendizagens? Ainda alguém se lembra que as escolas básicas estiveram fechadas largos meses? Ainda alguém se lembra da análise demolidora que foi feita ao ensino à distância? Pois.

Instantâneos ou quase (59)

Ser gay de direita ou de esquerda tem que se lhe diga. Não devia ser assim mas é. Quando um deles assume em público (esquerda) é logo um herói dos novos tempos, quando outro o faz (direita) já tem algo em vista e é até um sacanita oportunista.

Tentei vender a minha casa em 48 horas
26 de julhoLucília Galha

Tentei vender a minha casa em 48 horas

Há empresas que prometem comprar imóveis em tempo recorde. Testei o conceito, mas não foi desta que entreguei as chaves.

Instantâneos ou quase (56)

O pedido de absolvição do Ministério Público para Azeredo Lopes no caso Tancos, devia ser um caso de estudo na escola da magistratura. É que, antes, o mesmo MP não tinha dúvidas de que o ex-ministro sabia que a PJM estava a investigar à revelia da PJ.

Instantâneos ou quase (53)

Foi triste a novela do candidato socialista à Câmara do Porto. Ninguém importante quis, quem quis, o partido não deixou, ou Costa fez finca-pé. Até houve quem chamasse a isto um "lamaçal". E eis que surge quem tinha dito antes não.

A Newsletter SÁBADO É TODOS OS DIAS no seu e-mail
NEWSLETTER EXCLUSIVA PARA ASSINANTES O resumo das notícias pela redação da SÁBADO, sempre ao início da manhã. (Enviada de segunda a sexta)