Moedas, o candidato que apanhou PSD e CDS (quase) de surpresa
26 de fevereiroMargarida Davim

Moedas, o candidato que apanhou PSD e CDS (quase) de surpresa

Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos deixaram as estruturas locais de PSD e CDS às escuras sobre quem seria o candidato à Câmara de Lisboa. As hesitações de Carlos Moedas fizeram o resto, num processo em que até o passismo foi argumento a favor da candidatura.

'A expetativa é de que a vacina proteja pelo menos um ano'
24 de fevereiroLucília Galha

"A expetativa é de que a vacina proteja pelo menos um ano"

O Instituto Gulbenkian de Ciência está a conduzir um estudo para avaliar a efetividade da vacina contra a Covid19. Carlos Penha-Gonçalves, um dos investigadores principais, está otimista e acredita que a proteção será semelhante à conferida pela infeção.

Toda a história de um grupo de traficantes amadores
24 de fevereiroAntónio José Vilela

Toda a história de um grupo de traficantes amadores

A Polícia Judiciária esteve quase dois anos à espera que um grupo de empresários e pescadores fizesse um transporte de droga. Os suspeitos falharam várias ações e até tiveram de afundar um barco – foram salvos pela Força Aérea - para disfarçar uma ação mal feita que os colocou sob pressão de narcotraficantes espanhóis, colombianos, marroquinos e sérvios. No fim, o suspeito nº1 português não foi detido.

Kia Stonic by Fila: um carro em fato de treino
23 de fevereiroMarkus Almeida

Kia Stonic by Fila: um carro em fato de treino

O SUV compacto da marca sul-coreana foi renovado e recebeu roupa desportiva e sapatilhas da Fila. Daí resultou uma versão exclusiva para Portugal, limitada a 200 unidades e que já está à venda.

Como Angola dominou os bancos portugueses
22 de fevereiroAntónio José Vilela

Como Angola dominou os bancos portugueses

O braço de ferro durou anos. Houve pressões, jogos de bastidores e muito dinheiro envolvido. Os milhões de Angola colocados na banca nunca tiveram uma origem bem definida: eram do Estado e de figuras poderosas do regime liderado por José Eduardo dos Santos. Estas são as histórias dos esquemas cruzados, offshores, lavagem de dinheiro e relações perigosas.

As novas humoristas: saltar da comunicação para a comédia
18 de fevereiroLucília Galha

As novas humoristas: saltar da comunicação para a comédia

Aparecem menos na televisão, mas já não estão em menor número. Há cada vez mais mulheres no humor. São elas que dão piada a Ricardo Araújo Pereira ou que enchem salas de stand-up comedy. Só não podem (ainda) levar uma minissaia.

Lisboa, um nó que a direita ainda não desatou
18 de fevereiroMargarida Davim

Lisboa, um nó que a direita ainda não desatou

Recusas, hesitações, cortes de relações. Já houve de tudo na procura de um adversário para Fernando Medina. Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos têm um problema difícil para resolver e poucas soluções em cima da mesa, numa altura em que as estruturas locais de PSD e CDS já estão à beira de um ataque de nervos.

Manuel Monteiro: “Lamento, mas pesado não é o mesmo que gordo”
17 de fevereiroMarco Alves

Manuel Monteiro: “Lamento, mas pesado não é o mesmo que gordo”

Autor, revisor linguístico e formador, lançou um livro sobre o Politicamente Correcto: como o Estado (e não só) está a entrar na vida dos cidadãos em seu nome e como foi usado pelos populistas como um inimigo, uma forma de censura para quem vem “dizer umas verdades”

25 de abril: um apóstolo do socialismo
13 de fevereiroJoão Pedro George

25 de abril: um apóstolo do socialismo

Agora sabemos que há, pelo menos, dois Megas: o propagandista do Estado Novo e o marxista-leninista do PREC; o negacionista de Wiriamu e o gestor cultural que navega nas turvadas águas do PS. A sua produção discursiva, antes e depois do 25 de Abril, demonstra de que lado sempre quis estar: do lado de quem tem o poder. No fim de contas, Mega limitou-se a mudar para que Mega pudesse ficar na mesma.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)