Pedro Couceiro: 'O carro transformou-se numa bola de fogo e só tive 20 segundos para sair'
02 de maioCarlos Torres

Pedro Couceiro: "O carro transformou-se numa bola de fogo e só tive 20 segundos para sair"

Cantor infantil de sucesso, não resistiu à paixão dos carros: passou pelos karts, F3, GT ou Porsche Cup e esteve perto da F1. Pedro Couceiro conta o que falhou para não atingir esse objetivo, fala dos seus anos de estudante no Técnico ou do período difícil que viveu a nível familiar. Hoje em dia é piloto de safety car no Mundial de Resistência.

Pedro Couceiro: 'O dinheiro que fiz na música ajudou-me a ir para as corridas'
01 de maioCarlos Torres

Pedro Couceiro: "O dinheiro que fiz na música ajudou-me a ir para as corridas"

Foi um cantor infantil de sucesso - vendia milhares de discos e recebia cartas de fãs -, viu Eusébio matar-lhe o sonho do futebol e não resistiu à paixão dos carros: passou pelos karts, F3, GT ou Porsche Cup e esteve às portas da F1. Agora é piloto de safety car no Mundial de Resistência.

Superliga Europeia. Os exemplos a seguir e os fracassos que ficaram na história do desporto
21 de abrilDiogo Camilo

Superliga Europeia. Os exemplos a seguir e os fracassos que ficaram na história do desporto

Prometeu romper com o futebol como conhecemos - mas durou só dois dias. Das 12 equipas fundadoras da Superliga, só Real Madrid e Barcelona continuam no projeto. Outros desportos tentaram o mesmo modelo: a NBA e Euroliga são casos de sucesso, a Fórmula 1 nunca passou das ameaças e, no críquete, foram os adeptos a forçar uma mudança.

O miúdo que começou por ser Betsch e agora é mais um Schumacher na F1
28 de marçoCarlos Torres

O miúdo que começou por ser Betsch e agora é mais um Schumacher na F1

Depois do pai, Michael, e do tio, Ralf, é a vez de Mick Schumacher. O piloto, que acabou de completar 22 anos, estreia-se este fim de semana na Fórmula 1, pela Haas. Uma história que começou nos karts, ao colo do heptacampeão mundial, e que inclui acidentes, troféus e dedicação.

Cuidados intensivos

Caixas de Pandora

A confiança que a dra. Graça Freitas não tem nos selvagens do futebol é inteiramente dedicada à fidalguia da F1. Para ela, quem foi ao autódromo é ali da região e não tenciona circular pelo País. Pelo contrário: depois de ver as máquinas passar, o mais certo é fechar-se em casa e só voltar a sair, se sair, quando houver uma vacina

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)