Urbanista

O tempo acabou

Quando leio as notícias e percorro as redes sociais, ocorre-me pensar sobre a razão pela qual uma grande maioria prefere ocupar o tempo perdendo-se em pequenas batalhas virtuais, como se, o facto de alguém estar errado na internet, mudasse o mundo, sobretudo, como se a nossa inércia em o corrigir, corrigisse alguma coisa.

Tivemos outra vez sorte: só levámos quatro
20 de junhoAntónio José Vilela

Tivemos outra vez sorte: só levámos quatro

Esta seleção não me anima e o treinador também não. Agora, veio dizer que ele é que é o culpado, uma evidência. Mas não sei se o próprio acredita mesmo nisso.

O estado de calamidade é isto

Dados pessoais para Moscovo, um arraial popular, o comissário Adão e Silva, um ex-presidente do Tribunal Constitucional a dizer que a PGR é um “agente encoberto” e Pacheco Pereira a mandar os mais novos estudar. Isto, sim, é um estado de calamidade.

8 petiscos que sabem a verão
18 de junhoFilipa Teixeira

8 petiscos que sabem a verão

São servidos em pires, pratinhos ou até mesmo travessas. Há quem os confunda com tapas, mas petiscos é o que eles são. Escolhemos oito dos melhores e 24 sítios onde os provar.

Ciência confirma: É impossível parar o processo de envelhecimento
17 de junhoAna Bela Ferreira

Ciência confirma: É impossível parar o processo de envelhecimento

Estudo científico sem precedentes arrisca-se a deitar por terra os mitos de que é possível parar o envelhecimento. Processo biológico é, até à data, imparável. O facto de mais pessoas viverem até mais tarde deve-se apenas à redução da mortalidade na juventude, dizem os cientistas.

Dubai salva tartarugas em risco
16 de junho

Dubai salva tartarugas em risco

Salvar animais em risco é uma missão de todos. Até de hotéis como o luxuoso Burj Al Arab do Dubai que tem um programa de salvamento e reabilitação de tartarugas-de-pente doentes. Esta é uma espécie em risco, que se estima existam apenas 8.000 fêmeas no mundo. O programa já salvou mais de 2.000 tartarugas desde a sua criação em 2004.

Portugal-Hungria: à espera do novo momento-bola no poste
15 de junhoCarlos Torres

Portugal-Hungria: à espera do novo momento-bola no poste

Em 13 jogos, Portugal nunca perdeu com a Hungria. E também não vai ser agora, certo? Uma vitória no jogo de abertura da seleção neste "grupo da morte", onde estão Alemanha e França, os dois últimos campeões do mundo, poderá ser essencial para seguir em frente. Nem que seja como um dos melhores terceiros, como aconteceu em 2016. Aliás, quem não se importaria de repetir o Europeu de França?

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)