OE2022: O bom, o mau e o assim-assim
14 de outubroBruno Faria Lopes

OE2022: O bom, o mau e o assim-assim

O Governo parece pôr mais dinheiro no bolso dos contribuintes, mas deixa quase tudo na mesma e até agrava ligeiramente a tributação sobre os mais pobres. Leão, um pouco mais generoso na despesa, regressa à tática de Centeno.

Eric Zemmour: O Trump francês?
13 de outubroAna Bela Ferreira

Eric Zemmour: O Trump francês?

Conservador, com um discurso duro contra a imigração, tem crescido nas sondagens. Mas a seis meses das eleições será que mantém a onda de crescimento ou nem vai chegar a ser candidato?

Autarcas e cobradores de promessas
11 de outubroMaria Henrique Espada

Autarcas e cobradores de promessas

António Costa comprometeu-se com projetos do PRR, em campanha eleitoral pelos candidatos do PS. Os sociais democratas que ganharam exigem que agora as cumpra.

O que tem pedido Marcelo nos discursos do 5 de Outubro?
04 de outubroMargarida Davim

O que tem pedido Marcelo nos discursos do 5 de Outubro?

O Presidente Marcelo tem usado o 5 de Outubro para apelar aos valores da República e fazer avisos sobre os perigos que ameaçam a democracia, mas também para deixar recados sobre a actualidade nas entrelinhas.

Carnide, o único bastião comunista de Lisboa
03 de outubroRita Pereira Carvalho

Carnide, o único bastião comunista de Lisboa

É a única freguesia da capital que continua a ser liderada pela CDU. As memórias de um presidente barricado no posto dos correios e de outro que ajudou a carregar parquímetros arrancados do chão parecem estar ainda bem vivas. E o trabalho feito nos bairros sociais também ajudou na hora de decidir onde colocar a cruz no boletim de voto das últimas eleições.

O moralista

A húbris é uma cabra

Quem sufocou Fernando Medina no Tejo não foi Carlos Moedas, foi a húbris. A húbris da boquinha sobranceira de Medina, do urbanismo predatório oposto aos ideais que diz adoçarem-lhe os lábios, da “mobilidade alternativa” para inglês ver, da habitação jovem por entregar.

Autárquicas. Abstenção foi maior onde o Chega elegeu vereadores
01 de outubroDiogo Camilo

Autárquicas. Abstenção foi maior onde o Chega elegeu vereadores

A abstenção nestas autárquicas foi de 46%, mas nos concelhos onde o Chega conseguiu vereadores chegou aos 55%. Já as câmaras reconquistadas pelo CDS tiveram uma abstenção de menos de 38%. Concelhos onde o PS venceu tiveram mais abstenção que as autarquias conquistadas pelo PSD e coligações PSD/CDS.

9
Carlos Moedas: 34 histórias do senhor 34% em Lisboa
30 de setembroMaria Henrique Espada

Carlos Moedas: 34 histórias do senhor 34% em Lisboa

Ensaiou discurso para este cenário? “Acha?”, ri-se. No fim de uma noite de nervos, Rui Rio ligou, Marcelo Rebelo de Sousa ligou, Medina ligou, outros autarcas ligaram, alguns velhos amigos e até alguns novos ligaram, e umas centenas ficaram sem resposta. Garante que a mulher lhe vai manter os pés assentes na terra.

A Newsletter SÁBADO É TODOS OS DIAS no seu e-mail
NEWSLETTER EXCLUSIVA PARA ASSINANTES O resumo das notícias pela redação da SÁBADO, sempre ao início da manhã. (Enviada de segunda a sexta)