Os pupilos da senhora reitora
25 de fevereiroBruno Faria Lopes

Os pupilos da senhora reitora

Das nomeações para o gabinete no ISCTE, de que é reitora, à orientação de teses de ex-governantes e jovens socialistas, a rede de Maria de Lurdes Rodrigues ilustra o circuito fechado, e antigo, entre o PS e uma das universidades mais influentes do País.

Naufrágio intelectual

A historiadora Bonifácio e a respectiva clientela da academia estão longe de poder ser consideradas uma escola de virtudes liberais. Sempre viveram à sombra e à custa da bananeira estatal, ao menos para manterem o seu prestígio e a sua importância na sociedade.

O moralista

Nómadas do império

Não se trata da “hora mágica”, xamânica, de Terrence Malick (não há aqui tempo para epifanias); ou do céu de Turner, tingido de um laranja apocalíptico (não há aqui espaço para o luxo do fatalismo). Nomadland é um filme de uma intransigente independência

Letra Livre

Por causa da espantosa acumulação de papelada impressa, fiquei a dever dinheiro, menti à família, à namorada, aos amigos. Perdi trabalhos, a amada deixou-me, incapaz de lidar com a desordem e a desarrumação da livralhada

A guerra dos pombos em Lisboa
22 de janeiroMargarida Davim

A guerra dos pombos em Lisboa

Há um movimento Pela Vida e Dignidade dos Pombos e um projeto de pombais contraceptivos que nunca saiu do papel. Há denúncias de animais gaseados, agressões a funcionários que fazem capturas e uma história mal contada sobre a largada de pombos de Lisboa no Alentejo.

O massacre de Wiriamu
21 de janeiroJoão Pedro George

O massacre de Wiriamu

Este ensaio faz parte de um livro a publicar pelo autor, na Penguin Random House, até final do ano e que se intitulará "O Império às Costas, Retornados, Racismo e Pós-Colonialismo". Com este trabalho, a SÁBADO inicia uma série “Guerra Colonial: 60 anos, 60 histórias”, que se prolongará até ao final do ano.

9
Estas mulheres são 'padres' em Portugal
25 de dezembro de 2020Ana Catarina André

Estas mulheres são "padres" em Portugal

Quase. Ela explica a Bíblia e dá a comunhão. Parece a missa. Mas o Papa proíbe-lhe o sacerdócio. Há mais portuguesas assim. Histórias da florista, da socióloga e da divorciada a viver com o namorado.

Eu! Eu! Eu!

JRS vale-se do seu cargo numa empresa paga por todos nós , e do trabalho dos seus companheiros, muitos dos quais numa posição hierárquica inferior à sua, para divulgar (de borla!) os livros que publica na editora Gradiva

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)