“Eu estava a morrer queimada. Era mais do que um desespero”
13 de fevereiroVanda Marques

“Eu estava a morrer queimada. Era mais do que um desespero”

Ana Silveira tem 33 anos e relata como é viver com uma perturbação de difícil diagnóstico que põe a vida em suspenso e que é mais comum nas mulheres. A fisioterapeuta já sabe como combater o vazio que sente e libertou-se de todos os vício.

Grupo de trabalho inter-religioso assume posição contra eutanásia
30 de janeiroLusa

Grupo de trabalho inter-religioso assume posição contra eutanásia

"Continuamos a afirmar o princípio ético, ancestral e universal, "não matarás", porque acreditamos que a vida é um dom que recebemos de Deus, que tem um caráter sagrado e que uma finalidade última e por isso temos o dever de a cuidar até ao seu fim natural", assumem.

Viral

Nem todos teremos a mesma perspetiva sobre as nossas vidas aquando do derradeiro olhar. Mas que olhar temos hoje sobre a vida que queremos ter e o que desejamos para este ano que agora se nos oferece? A esta pergunta todos podemos dar uma resposta. A nossa resposta.

2
Entrevista: 'O luto morre connosco'
14 de dezembro de 2020Lucília Galha

Entrevista: "O luto morre connosco"

Não há vínculo maior e também não há forma de o reparar. Mas é possível que, com o tempo, se torne menos doloroso. A psicóloga clínica Ana Sevinate explica como um pai pode continuar a viver depois da perda de um filho.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)