O estado de calamidade é isto

Dados pessoais para Moscovo, um arraial popular, o comissário Adão e Silva, um ex-presidente do Tribunal Constitucional a dizer que a PGR é um “agente encoberto” e Pacheco Pereira a mandar os mais novos estudar. Isto, sim, é um estado de calamidade.

Rui Pinto: julgamento deve arrastar-se até 2022
24 de maioNuno Tiago Pinto

Rui Pinto: julgamento deve arrastar-se até 2022

A defesa do hacker pediu uma cópia dos emails exfiltrados que lhe foram apreendidos. Rui Costa Pereira classificou o pedido de “pornográfico”, o MP também se opôs mas a juiz autorizou. Os recursos para o Tribunal da Relação suspenderam a entrega – o julgamento vai parar até haver decisão

Operação Marquês: as defesas dos arguidos
08 de abrilAntónio José Vilela

Operação Marquês: as defesas dos arguidos

José Sócrates e os restantes arguidos querem anular provas para deitar abaixo o mais importante processo da história da democracia. A SÁBADO fez um mapa dos principais argumentos. Até à próxima sexta-feira, dia da decisão do juiz Ivo Rosa, a SÁBADO vai publicar vários textos que retratam o essencial da acusação e das defesas dos arguidos.

Justiça imperfeita

A PGR e a Constituição

Estes dois professores afirmam lapidarmente que a PGR violou a constituição, o que nos deve fazer meditar a todos, mas em especial às entidades que têm o dever de requerer a fiscalização da constitucionalidade das normas. Será que essas entidades suscitarão a fiscalização da constitucionalidade das normas criadas pela PGR?

Presidenciais de 24 de janeiro vão ter sete candidatos
30 de dezembro de 2020Lusa

Presidenciais de 24 de janeiro vão ter sete candidatos

Tribunal Constitucional acolheu a documentação em falta de André Ventura e Tiago Mayan. Eduardo Baptista, que apenas tinha seis de 7500 assinaturas mínimas exigidas, entregou mais quatro mas foi excluído.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)