O estranho caso dos €35 milhões por um medicamento que não funciona
31 de outubro de 2020Marco Alves

O estranho caso dos €35 milhões por um medicamento que não funciona

Em 2018, Marta Temido foi a Évora dar uma formação a dirigentes da Gilead, a farmacêutica que acaba de ganhar um contrato de €35 milhões pelo remdesivir, que a OMS diz não ser eficaz contra a Covid-19. E ainda o caso da ex RP da Gilead que trabalha agora nos Serviços Farmacêuticos do Centro Hospitalar Lisboa Central.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)