Luís Champalimaud, a queda de um milionário
08 de abrilAna Taborda

Luís Champalimaud, a queda de um milionário

O herdeiro de mais de 200 milhões de euros de uma das maiores fortunas portuguesas está em apuros: vendeu fazendas no Brasil, entregou duas herdades icónicas ao BCP e foi parar a um fundo-abutre. O negócio em que o pai foi rei, o cimento, está a ser o fim da herança do filho. Luís mantém a esperança, mas as perspetivas são negras.

Tudo sobre o “grave” caso de Benjamin Netanyahu
05 de abrilAndré Rito

Tudo sobre o “grave” caso de Benjamin Netanyahu

Charutos, boa imprensa e presentes. O Ministério Público apresentou esta segunda-feira a acusação contra o primeiro-ministro israelita. Suspeito dos crimes de suborno, fraude e abuso de confiança, Netanyahu terá usado o poder “de forma ilegítima” para “favorecer assuntos pessoais”.

Serão estes os irmãos de Jesus?
02 de abrilVanda Marques

Serão estes os irmãos de Jesus?

Tiago, José, Judas, Simão e duas irmãs. O Messias pode ter tido uma família mais alargada, mas não há consenso.

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca
17 de marçoTiago Carrasco

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca

Os ataques da União dos Povos de Angola (UPA) contra os colonos portugueses, a 15 de março de 1961, não pouparam mulheres nem bebés. Centenas de colonos ficaram para se vingar. A SÁBADO teve acesso exclusivo a um diário de horrores.

'Um astronauta não pode ter cáries'
27 de fevereiroLucília Galha

"Um astronauta não pode ter cáries"

Razão: no espaço não há assistência médica e uma dor de dentes pode dar bastantes problemas. A Agência Espacial Europeia vai recrutar novos astronautas e está à procura sobretudo de mulheres. A SÁBADO falou com Pedro Caetano, um dos dois médicos com formação em medicina aeroespacial em Portugal, para saber o que é preciso para se candidatar.

Anos 80: o regresso das elites às caçadas
21 de fevereiroMarco Alves

Anos 80: o regresso das elites às caçadas

Depois do 25 de Abril, o Alentejo ficou quase deserto de ricos, milionários e latifundiários. Voltaram nos anos 80 para grandes temporadas de caça a faisões, javalis, lebres e raposas.

Lili Caneças ou a extraordinária vida de Maria Alice
16 de fevereiroCatarina Moura

Lili Caneças ou a extraordinária vida de Maria Alice

Filha de um oficial da Marinha, privou na adolescência com as famílias aristocratas exiladas em Portugal. Após o divórcio, chegou a vender pullovers aos amigos para pagar as contas. Foi cortejada por nobres e milionários, parou o País por causa de uma cirurgia estética e continua a ir às festas internacionais mais exclusivas. Agora, aos 76 anos, Lili Caneças mantém-se relevante graças aos contactos e às redes sociais.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)