O calote de 54 milhões entre Vieira e o Benfica
09 de maioBruno Faria Lopes

O calote de 54 milhões entre Vieira e o Benfica

Luís Filipe Vieira tinha um aval pessoal na dívida comprada por um fundo-abutre - e arriscava um pedido de insolvência antes das eleições encarnadas. Presidente do Benfica é ouvido na segunda-feira no Parlamento.

Moniz da Maia: A Interpol já procurou este milionário
30 de abrilAna Taborda

Moniz da Maia: A Interpol já procurou este milionário

Chegou a ter um mandado de captura internacional – entretanto retirado –, perdeu um jacto e um iate para pagar dívidas. Bernardo está a reorganizar os negócios da família: tudo começou com a construção da auto-estrada Lisboa-Caxias, depois veio a fábrica de tomate que acabou com o desemprego na Azambuja e a entrada no BCP com mais acções que Américo Amorim.

Luís Champalimaud, a queda de um milionário
08 de abrilAna Taborda

Luís Champalimaud, a queda de um milionário

O herdeiro de mais de 200 milhões de euros de uma das maiores fortunas portuguesas está em apuros: vendeu fazendas no Brasil, entregou duas herdades icónicas ao BCP e foi parar a um fundo-abutre. O negócio em que o pai foi rei, o cimento, está a ser o fim da herança do filho. Luís mantém a esperança, mas as perspetivas são negras.

Os pecados capitais dos bancos que nos custam muitos milhões
23 de novembro de 2020Ana Taborda

Os pecados capitais dos bancos que nos custam muitos milhões

Ao mesmo tempo que cobram cinco milhões de euros em comissões por dia, nos últimos anos as entidades bancárias receberam 20 mil milhões do Estado. Faturas que o contribuinte paga para tapar buracos de gestão ruinosa.

2
Novo Banco vai atrás do milionário Moniz da Maia
22 de novembro de 2019Bruno Faria Lopes

Novo Banco vai atrás do milionário Moniz da Maia

O banco vendeu a dívida de 538 milhões da Sogema a um fundo abutre, mas não desiste da litigância. A diluição das garantias bancárias dadas pela holding liderada por Bernardo Moniz da Maia está no centro da contenda.

3
A vida tranquila dos falidos da banca
01 de agosto de 2019Bruno Faria Lopes

A vida tranquila dos falidos da banca

Geraram perdas de milhões, na maior parte dos casos nada têm em seu nome, mas nos últimos anos mantiveram uma vida de luxo. So há pouco tempo é que as penhoras começaram a bater à porta.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)