Já comeu num restaurante-fantasma?
09 de abrilRaquel Lito

Já comeu num restaurante-fantasma?

Longe da vista, há chefs que montam negócios de baixo orçamento: a partir de 10 mil euros. Se o menu for bom e a localização central podem ser bem-sucedidos. A SÁBADO visitou as cozinhas escondidas.

185 tartarugas bebés apreendidas nas Galápagos
30 de março

185 tartarugas bebés apreendidas nas Galápagos

As autoridades do Equador apreenderam 185 tartarugas bebés que iam ser contrabandeadas e que estavam dentro de uma mala de viagem no aeroporto de Baltra, uma das ilhas das Galápagos. Dez animais foram encontrados mortos.

Carvalho das Barbas: o comandante das milícias em Angola
18 de marçoTiago Carrasco

Carvalho das Barbas: o comandante das milícias em Angola

Carvalho das Barbas foi um herói para os brancos e um diabo para os negros. Jogava à bola com cabeças decepadas e há quem o acuse de ter usado câmaras de gás improvisadas. Trabalhava com a PIDE e os militares.

“Não aceitamos deixar morrer um adulto, uma criança muito menos”
18 de marçoLucília Galha

“Não aceitamos deixar morrer um adulto, uma criança muito menos”

Miroslava Gonçalves, diretora do serviço de Cirurgia Pediátrica do Hospital de Santa Maria, recebeu o título de comendadora da Ordem do Mérito do Presidente da República. É conhecida por somar casos impossíveis, como o do rapaz recusado por 45 hospitais estrangeiros ou aquele que foi mandado para casa para morrer.

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca
17 de marçoTiago Carrasco

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca

Os ataques da União dos Povos de Angola (UPA) contra os colonos portugueses, a 15 de março de 1961, não pouparam mulheres nem bebés. Centenas de colonos ficaram para se vingar. A SÁBADO teve acesso exclusivo a um diário de horrores.

7
Massacres em Angola: As milícias da vingança branca
10 de marçoTiago Carrasco

Massacres em Angola: As milícias da vingança branca

Os ataques da União dos Povos de Angola (UPA) contra os colonos portugueses, a 15 de março de 1961, não pouparam mulheres nem bebés. Centenas de colonos ficaram para se vingar. A SÁBADO teve acesso exclusivo a um diário de horrores e falou com as filhas do comandante das milícias, o enigmático Carvalho das Barbas. Uma história de terror a que alguns chamam de “sobrevivência” e outros de “genocídio”.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)